Amar Não é Magoar

Porque dizes me amar, quando na verdade só me magoas?
As tuas palavras ferem, como se pedras fossem jogadas contra meu coração.
Os teus gestos, aqueles gestos carinhosos, onde posso eu os encontrar de novo.
Os nossos beijos calorosos e apaixonados nunca mais os senti, nunca mais os implorei.
Tenho saudades do teu verdadeiro Eu, da pessoa que conheci em tempos que eternamente não esquecerei.
Mudaste do dia para a noite como se de uma normalidade se tratasse, como se o amor afundasse na dor.
Vais continuar a magoar-me ou vais finalmente deixar-me?
O sofrimento é gélido e arrepiante que se te visse partir, acho que sorriria de alivio.
Não quero ser mais um boneco nas tuas próprias mãos, quero ser sim a princesa dos teus olhos, a alegria do teu coração, a mais bela paisagem que teus olhos podem apreciar. Quero que me trates bem e que jamais me magoes desta forma. Se queres partir, vai, se ficares não tentes mais despedaçar meu coração, minha alma, minha vida. Amar é partilhar, é dar e retribuir, mas nunca fazer chorar.


Ama ontem, hoje e amanhã... 
Ama intensamente... 
Ama quem te ama e não magoes quem te quer bem.
Ama como se não houvesse amanhã... 
Ama verdadeiramente e explode todo o teu amor... 
Ama, entrega-te e sê feliz*

Comentários

  1. Bonito texto,acho que pelo menos uma vez na vida todas as pessoas se sentem tal e como descreveste mas infelizmente amar nem sempre é fazer só bem.
    beijos

    ResponderEliminar
  2. Que bela descrição do amor Paula. Gostei muito deste post.

    ResponderEliminar
  3. Gostei do momento em que diz que há liberdade para partir, mas se decidir ficar, que seja para amar sem fazer sofrer.
    Muito bonito, Paula!

    ResponderEliminar
  4. Gostei do texto =)

    http://viverentrelacos.blogspot.pt/

    ResponderEliminar
  5. Às vezes magoamos sem darmos conta e aí, é preciso falar e lutar pelo amor, mas quando o outro é uma brincadeira mais vale deixar ir... Ninguém consegue ser feliz assim, muito pelo contrário.

    Bonito texto amiga :)*

    ResponderEliminar
  6. Às vezes, quando amamos de verdade, a mínima insignificância pode tornar proporções gigantescas... Há que sabermos também dar o braço a torcer! :)
    Beijinho

    ResponderEliminar
  7. por vezes as pessoas não sabem manifestar correctamente aquilo que sentem...acredito que numa relação ngm (ou quase) faça sofrer o outro apenas "porque sim" muitas vezes é uma bola de neve que vai crescendo mas que começa quase sempre do mesmo...dificuldade de comunicação... (a hora tardia faz-se filosófica hahaha) bj*

    ResponderEliminar

Enviar um comentário

Mensagens populares deste blogue

A Madrinha tem Saudades Tuas

Tragédia que Nunca Esquecerei

Puffs Mágicos - Uma ideia criativa