Obsessão

Sentes-te bem a fazer mal aos outros
A arruinar a vida de quem não deves
Porque não arruínas a tua?
Para ver o quanto doí, o quanto fazes mal 
Quando a tua vida não te chega
Preferes viver a dos outros, mas a lançar o mal
A desejar que todos saem magoados
Especialmente aquela pessoa que te foi importante um dia
Como podes ser tão cruel, tão ruim?
Vejo que és um ser frustrado e que não sabe viver com a felicidade dos outros
Porque não tentas ser feliz? 
Porque não procuras outro caminho que o prazer de ver alguém magoado?
Qual é o objectivo de acabares a rir do mal, mas sozinho e abandonado?
É uma perda de tempo que não percebas que a felicidade não está aí
Nesse caminho que criaste cheio de pedras 
Cheio de amargura e cercado de bombas de tristeza
Pára para pensar, pára para imaginares um luar
Luar onde os sonhos podem acontecer
Se esse que quiseste não te abraçou
Então sonha outro e descobre o quanto ele pode ser útil
O quanto ele pode trazer-te milhões de sorrisos
Sem te tornares nessa pessoa que não és
Que só está a olhar o ódio e a raiva
Que finta a indiferença
Volta a ser quem eras e volta de novo a sonhar
Junto ao luar.

Comentários

  1. Porquê continuar a lidar com uma pessoa assim...?

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. João por acaso estes poemas que escrevo são pura imaginação, às vezes nenhum deles têm a ver com a minha vida ou com alguma realidade que esteja a passar. Este de facto tem um bocadinho do meu passado e um bocadinho de imaginação à mistura. Eu já tive de lidar com uma pessoa obsessiva na minha vida e Deus queira que ela nunca mais apareça na minha vida. Passei uma fase complicada e a obsessão é uma coisa complicada e as pessoas conseguem fazer mesmo crueldades com ela. Eu apenas me lembrei do meu passado, mas não significa que o poema seja de todo o passado que refiro :) Deixei levar pela imaginação, mais na parte final.

      Eliminar
    2. Já tive algumas situações assim, dai o meu alerta. :)

      Eliminar
    3. Não é fácil mesmo. E essas pessoas acabam por nos obrigar a mudar "a nossa vida". Eu mudei algumas coisas para ter de me afastar dela, posso até mesmo dizer ..fugir dessa pessoa.

      Eliminar
  2. Nossa...que desabafo!
    Sabe, eu preciso escrever uma carta nesse mesmo tom a uma determinada pessoa da minha convivência...acho que vou levar essa sua ideia! Eu simplesmente adorei!

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Isa já passei pelo mesmo no passado, apesar do poema em si não ser totalmente a realidade do acontecimento da minha vida.
      Mas passei uma fase muito má com uma pessoa obsessiva.

      Eliminar
  3. Infelizmente neste mundo e maravilhoso existe muita boa gente assim,é triste mas a felicidade de uns é o mal de outros e por vezes esses seres que não interessam a ninguém la cruzam o nosso caminho,o melhor a fazer é mesmo seguir por outro lado,há pessoas que nem dadas quero perto de mim.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Acredita Márcia, a obsessão é horrível mesmo e não traz paz nenhuma. Essa pessoa então provocou-me um medo terrível.

      Eliminar
    2. Para te provocar medo deve ser uma pessoa mesmo má,felizmente não sei o que é sentir isso por alguém mas acredito que não seja agradável.

      Eliminar
    3. Sabes quando pensamos que conhecemos a pessoa, mas ela transforma-se noutra quando a coisa não lhe convém? E depois do Não, vem as ditas perseguições? Não queria abranger muito o assunto, apenas quero me ficar pelo poema e para que saibam que nem sempre o que escrevo, tem a ver comigo, neste caso tem um pouco sim, a parte inicial. Mas eu gosto de escrever o que a minha imaginação trouxer, ela ontem à noite trouxe-me isso, mas só publiquei agora :)

      Eliminar
    4. Muitas vezes pensamos que conhecemos as pessoas e afinal não sabemos nada sobre como elas são.Pessoas que não sabem lidar com um Não sei bem como são,mas estou como tu,não vale a pena alongar certos assuntos.

      Eliminar
    5. O falar não ocupa lugar Márcia, mas há certas privacidades que eu dispenso revelar entendes? :)
      Mas pronto, já lá vai, a verdade é que me afectou e ainda me afecta tudo o que se passou.

      Eliminar
    6. Concordo,o falar não ocupa lugar,tal como também concordo que há coisas que devem ser mantidas na nossa privacidade.
      O pior nisso tudo é continuar a afectar-te,mas com o tempo pode ser qua as coisas mudem.

      Eliminar
    7. Em parte acho que me vai sempre afectar Marcia, por isso que me tornei tão desconfiada. São marcas que ninguém consegue eliminar. Mas o tempo e o distanciamento vão ajudando sem dúvida, senão a minha vida virava um inferno.

      Eliminar
  4. Odeio odeio pessoas assim, aliás nem consigo compreender como alguem pode ser assim =/

    Beijinho*

    ResponderEliminar
  5. Respostas
    1. Pelos vistos já muitas pessoas passaram pelo mesmo. O que é triste.

      Eliminar
  6. Respostas
    1. Pois, se o objectivo será magoar os outros, certamente que nunca será mesmo.

      Eliminar
  7. há pessoas que são pura e simplesmente más por natureza...bj*

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. São mesmo e não entendo porquê tanta maldade dentro delas.

      Eliminar

Enviar um comentário

Mensagens populares deste blogue

A Madrinha tem Saudades Tuas

Tragédia que Nunca Esquecerei

Puffs Mágicos - Uma ideia criativa