O Meu Coração

Quando li esta frase reparei que ela é tão verdadeira que se encaixa na perfeição nas amizades e nos amores que já vivi. O meu coração é tão mole que só quem não o quer escutar é que não perceberá mesmo que ele precisa de atenção. Até hoje só duas pessoas (excluindo os meus pais) é que escutaram o meu coração, estando ele triste ou amargurado, alegre ou feliz. Aquelas pessoas que estiveram ali para o ouvir, para o sentir e com preocupação prestaram a sua atenção para que ele pudesse desabafar.
Uma dessas pessoas foi alguém que me amou imenso no passado, que para além de ouvir sempre o meu coração e estar sempre ao meu lado, foi sem duvida uma pessoa que me fez muito feliz mesmo eu não nutrindo o mesmo sentimento. Mas mesmo assim éramos tão unidos que nossos corações falavam os dois e nós escutávamos as suas emoções, alegrias, tristezas, por aí fora.
Outra pessoa, mas agora mais distante, é a minha melhor amiga que apesar de poucos anos que nos conhecemos, sempre se preocupou comigo e escutou principalmente as mágoas que o meu coração sempre quis desabafar e resolver com o passar do tempo.
Só as pessoas que não dão valor ao meu coração, é que não o sabem escutar e apreciar. 
Eu serei a pessoa certa para descrever o meu coração, pois sou eu que o carrego todos os dias. Ele é demasiado sensível e frágil, é como se fosse de um cristal tão fino que qualquer coisa por mais que insignificante que seja o derruba, o machuca e o parte. É um coração que fala com alma, que gosta de ajudar, que gosta de expressar sentimento mesmo com a sua timidez a impedi-lo. Ele neste momento anda meio perdido, meio cansado por não sentir um amor cheio de emoções, por sentir um vazio na esperança que este seja preenchido em breve, mas esse breve torna-se cada vez mais tardio. Ele gosta de amar e ser humilde, só não gosta de provocar sofrimento ou até mesmo que a mágoa o envolva. Por isso e para não se sentir só, ele precisa de atenção, muita atenção e afecto. Precisa de mimos. 


Ele só vai falar novamente, quando alguém for capaz de o escutar com atenção e o acarinhar.
Dar valor, não apenas num dia, mas em vários.
Ele não só precisa de amor para preencher o vazio, como também de amizade para o fortalecer.
Ele tenta ser forte, mas no fundo anda esgotado, anda completamente cansado.
Ele tem esperança, mas poucos são os dias que acredita nela.
Ele é apenas um coração mole, um coração com uma beleza pura e magnifica, que só alguns a conseguem ver e acreditar nela. São poucos os que dão valor, são poucos os que a verão.


É assim, o meu coração.

Comentários

  1. A frase diz tudo e é bem verdade.
    O meu coração tem estado em modo de poucas palavras, são poucas as pessoas para escutá-lo. Mas tb já me preocupei mais com isso. Acho que, no momento, são as essenciais.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Eu preocupo-me e muito por acaso.
      Mas se estás bem assim é porque não há de facto motivo para te preocupares :)

      Beijinho*

      Eliminar
    2. Eu já não me preocupo porque depois de tanta desilusão, acabei por perceber que é melhor não entrar mais ninguém e sair magoada novamente. Assim, tenho as pessoas essenciais.

      Eliminar
    3. Mas eu nem as essenciais tenho, tirando os meus pais. O mal é mesmo esse, não tive sorte nenhuma em relação a pessoas sinceras e prontas a terem uma verdadeira amizade. E as que fui tendo, foram de certo modo me perdendo, ou talvez eu a elas porque não me identificava com a sua personalidade. Enfim, vá se lá saber ... A verdade é que nunca me identifiquei com a juventude de agora e ainda para mais estou englobada nela. Talvez o erra possa ser meu, mas também sei que quem perde a minha amizade, perde um tesouro (e podem até me chamar convencida ou gabarolas, mas se não fosse verdade não o diria ou afirmaria).

      Eliminar
  2. Ainda tens que me dizer porque tens uma coração igual ao meu LOl
    As vezes não sabem ouvir o nosso coração,outras somos nos que não queremos que o oiçam,como ambas sabemos bem nada é perfeito.
    Apesar do pouco que sei de ti acho que tens um bom coração,se os outros não o vêm é problemas deles.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Fizeste me rir com a frase de cima :)
      O problema pode até ser dos outros por desperdiçarem a escuta do meu coração, mas mesmo que assim seja, vou continuar à espera que alguém o ouça de verdade. Porque se hoje em dia não fosse tudo à base de interesses, muita gente saberia dar valor ao que cada um tem dentro de si, o seu interior, o seu coração. Mas para muitos o que interessa é viver o momento e o resto pouco interessa. Se sofreu, sofreu e é assim uma roda que gira e gira, sempre no mesmo ritmo, esquecendo o fundamental. Amar os outros.

      Eliminar
    2. Já sabia que te ias rir com essa frase ;)
      Eu acho que isto de gostar dos outros não é tão simples que se possa explicar,por vezes as pessoas até começam a ouvir o que sentimos mas depois ou se cansam de o fazer,ou conhecem outras pessoas e mudam connosco.
      Para mim seja amor ou amizade é sempre para levar a serio,acho que é esse o meu problema,talvez seja esse o teu problema mas quando acreditamos em alguém e nos damos as conhecer a essa pessoa não pensamos que é a pessoa errada,se o fizéssemos poupávamos muito sofrimento a nos próprias.

      Eliminar
    3. Marcia nem mais, o problema talvez seja mesmo esse, levar as coisas sempre a serio. Tudo muito a peito. E quando nos tentamos aproximar, imaginamos e vamos acreditando que essa pessoa é de confiança e que tem a mesma intenção que a nossa e que sabe dar o verdadeiro valor ao amor/amizade. Mas depois, lá está...vem o depois ... quando descobrimos que afinal o que acreditámos nem sempre foi a verdade que confiámos. E cai tudo novamente nos nossos ombros.

      Eliminar
  3. Se calhar o problema é nós dizermos que o coração é a "bomba cardica" a maior parte das pessoas parece que tem medo se aproximar demasiado dos corações dos outros! É verdade que ás vezes pode explodir e não é nada bonito, nem de se ver nem de se sentir, no entanto se o tratarmos com carinho, amizade e amor pode dar-nos algo tão especial...
    Desejo que o teu coração encontre depressa corações que o mereçam, não o escondas e acredita que vais encontrar com quem ele se queira partilhar e abrir.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Passenger tens razão no que diz respeito a ter medo de aproximar demasiado de outros corações. Eu tenho e muito, às vezes até desconfio que seja um bom coração. Como já sofri no passado, custa-me imenso confiar que haja corações que estejam abertos a escutar os outros.
      E o mal do meu coração é ser tão ingénuo e abrir-se facilmente, mas depois a desilusão é tão grande que mais valia estar fechado a sete chaves. Por isso que tanto carrego o meu medo de sofrer e o medo de me aproximar de alguém que me venha a provocar mágoa. E espero que tenhas razão, que apareçam pessoas que saibam pelo menos escutá-lo, mas que não seja apenas num dia, que seja em vários.

      Eliminar
    2. Se existem pessoas sacanas que se vão tentar aproveitar de ti? Sem dúvida, muitas!
      Tens alguma forma de as distinguires da multidão e protegeres-te delas? De algumas sim, de outras provavelmente não, principalmente se te apaixonares, nesse caso estás tão tramada se apanhares alguém sacana mas ainda assim pelo pouco que li de ti acho que não tens alternativa se não arriscar.
      O teu coração suplica por ter outros corações com quem partilhar uma vida, e isto é como tudo na vida, sem um bocadinho de risco dificilmente haverá lucro.
      Mas pensa sempre assim, se tu és como és, e se achas que és capaz de amizades e amores verdadeiros, quer dizer que no mundo existem esse tipo de pessoas, tu és a melhor prova disso!

      Eliminar
    3. Nisto concordo plenamente contigo. Tenho pena é de ainda não ter encontrado essas pessoas que tanto me fazem falta. Também vivo sem elas, mas sem duvida que com elas tudo seria diferente. Enfim, falar é fácil, mas ver na prática é bem mais complicado.
      Talvez eu ande em sítios errados, talvez as pessoas que tentam algo são as que não têm as melhoras das intenções, enfim... a vida me dirá algo, seja o futuro que vier. Só alguns dos comentários aqui expostos e algumas destas pessoas que estimo, mesmo que seja pela blogosfera, já me dizem muito, pelo menos falta de partilha pelo mundo virtual não haverá. De mim levarão sempre uma palavra sincera, mesmo que possa magoar, mas será sempre verdadeira.

      Eliminar
    4. Eu dizia-te que precisavas de te mudar para uma cidade maior, com mais pessoas, mas a minha experiência pessoal diz-me que não ajuda. O segredo acho que é mesmo esperar que elas se cruzem contigo e nessa altura estares suficientemente atenta para não as deixares fugir.
      Não podemos subestimar o poder destas amizades da blogosfera, estas pelo menos sabes que te "ouvem" porque querem e não porque tem de ser.

      Eliminar
  4. Muito verdadeira esta frase, é como os olhos, só conseguem ver para lá deles alguns.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Nem mais Vera :) Também os olhos dizem muito, basta saber interpretá-los :)

      Eliminar
  5. Oh, minha querida, corações como o seu são tão raros...
    Nunca deixe ir embora essa doçura. Promete? Um coração assim não se perde!
    Além disso, mesmo que eu esteja do outro lado do oceano, estarei sempre aqui para escutar o que você tem a dizer, está bem?
    Um beijinho!

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Isa obrigada por seres sempre assim, tu sim tens uma alma bonita e que mostra sorrisos a toda a gente seja de que raça for :)
      E sei sim que posso contar contigo, obrigada mais uma vez por estares sempre aí, mesmo distante fisicamente :)

      Bjinhooo*

      Eliminar
  6. O coração, é como a alma, os nossos olhos. Nem todos têm a capacidade de conseguir decifrar. E aí, só isso, diz tanto...

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Essência então o problema deve ser meu, devo ser muito complexa que ninguém me consegue decifrar :p Ou então banalizam de todo o nosso coração, pois talvez a intenção não seja a mesma que a nossa.

      Eliminar
  7. ai ai como eu me identifiquei neste texto....poderia dizer-te mil e uma coisas para animar esse teu coraçãozinho mas como acho que o meu anda da mesma maneira fico-me só por me solidarizar contigo...=)
    bj*

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Vá, então já sabemos que os nossos corações precisam de ambos de atenção. Sei que ambas tb se precisarmos estamos cá uma para a outra, mas virtualmente não é a mesma coisa. Enfim, temos de agarrar aquilo que temos à volta, mesmo que não seja de todo o ideal.

      Eliminar
  8. Verá só quem realmente importa amiga :)

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Talvez tenhas razão...mas deverão ser raras as pessoas que o verão ou farão por isso :)

      Eliminar

Enviar um comentário

Mensagens populares deste blogue

A Madrinha tem Saudades Tuas

Tragédia que Nunca Esquecerei

Avó Ausente