Lutar ou Desistir?


Esta frase está sempre presente nos nossos dias, pois a cada dia que passa vamos conhecendo pessoas e chegamos a uma percepção que ou lutamos por uma amizade ou por um amor, pois ele garanto-nos sempre o seu ombro, sempre a sua palavra, sempre os seus gestos e carinhos e que acima de tudo está ali quando mais precisamos, seja no bem ou no mal, ou então desistimos porque há pessoas que não nos merecem, não merecem a nossa atenção, não merecem a nossa dedicação, a nossa amizade e a preocupação. Por isso a vida dá-nos a "escolher" as pessoas que queremos que nos acompanhem ao longo da nossa vida, aqueles que de certo modo nos farão felizes, que se importam connosco, onde a sinceridade reina e não a traição ou banalização.
Já tive pessoas muito boas a passarem pela minha vida, umas ficarão, outras não, agora umas vão aparecendo e vão ficando aos poucos, esperando eu sempre que sejam pessoas certas para percorrer um caminho comigo, mesmo que não seja sempre do meu lado, mas que o sentimento de amizade ou amor nos una e que não haja arrependimentos ou enganos.
Também já passaram pela minha vida pessoas que se pudesse mudar o passado, preferia que elas nunca tivessem se cruzado comigo.
Normalmente tenho tendência a desistir em relação às pessoas que vou encontrando, porque noutro sentido até sou bastante persistente e determinada, mas relativamente às pessoas sou muito pé atrás. De certo modo afasto-me delas porque certamente sairei magoada mais tarde, talvez pelo facto de criar expectativas muito altas, de idealizar muita coisa e essas pessoas se calhar não passam de meras miragens na minha vida, meras pessoas que apenas passam duas, três ou quatro vezes pela minha vida e depois vão-se. Tenho receio de me aproximar demasiado das pessoas, tenho receio de me magoar, então a solução que vejo é afastar-me. O passado já me pregou tanta partida que mal estou a posicionar o pé no terreno, já estou a pensar nos contras dele. Enfim.
Mas posso dizer que afastada sei que não ganho expectativas, sei que assim não sofro ou venha a sofrer por causa de determinada pessoa.

Uns ficam, outros vão e outros simplesmente desaparecem. E só ficarão aqueles que valerão a pena e esses sim eu lutarei até ao fim para manter uma boa relação.

São poucos os que conquistam a minha verdadeira confiança. 
São poucos os que me dão o valor verdadeiro e que me beijam lá no fundo do coração.

Comentários

  1. Eu podia ter escrito isto. Eu também me afasto das pessoas assim que vejo que dali não vem grande coisa. Mas não mudava o passado porque cada coisa que aconteceu tornou-me na pessoa que sou hoje :)

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Eu mudava algumas coisas Soraia e também não me ter cruzado com algumas pessoas. Mas pronto. A vida assim o quis.
      E sabes às vezes depende do que se passou lá atrás no passado, todos os passados são diferentes, de cada um de nós.
      Talvez tu no meu lugar dizias o mesmo que eu se tivesses passado por algumas coisas que passei. Mas acima de tudo são sempre lições de vida, apesar da profunda mágoa, que nem sempre é apagada do nosso coração.

      Eliminar
  2. Acredita, não precisas de muitas pessoas. Se eles forem verdadeiros, nunca te sentirás sozinha nesta jornada que é a vida :)

    E isso é sem dúvida o mais importante :)

    ResponderEliminar
  3. eis a minha eterna luta interior! apego-me facilmente às pessoas e tenho deficuldade em abrir mão mesmo quando a relação não é feita em quantidades reciprocas....assim uns dias estou mais acessível e outros nem posso ver ngm à frente =P

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Eu também afeiçoo-me muito facilmente às pessoas e depois acabo por sofrer. Enfim.

      Eliminar

Enviar um comentário

Mensagens populares deste blogue

A Madrinha tem Saudades Tuas

Tragédia que Nunca Esquecerei

Puffs Mágicos - Uma ideia criativa