A Mágoa esteve Presente, Logo Hoje


Hoje foi o dia de anos do meu pai, tentei por tudo não manifestar a minha tristeza, o meu aborrecimento que apareceu repentino durante a tarde.

Não queria estragar este dia, já que ele era especial entre nós. Fiz um esforço, jantei e soltei sorrisos como se estivesse tudo bem, cantámos os parabéns e conversámos um pouco depois disso, mas a minha tristeza não se soltava nem por nada. Às vezes até penso que sou bipolar, que de um momento para o outro mudo o meu estado de espírito. Acordei bem e tive uma manhã sossegada, mas durante a tarde surgiu um aborrecimento tão grande dentro de mim e uma mágoa que me começou a apunhalar o coração.
Eu talvez saiba porque isto me acontece, mas também não quero estampar a minha vida ao pormenor neste blogue, mesmo que seja o meu cantinho, há coisas que não devem ser contadas se não quisermos. A verdade é que, de há um ano para cá ando cada vez mais sensível e a tentar de tudo ser uma pessoa supostamente "normal". Muita coisa aconteceu, muita coisa me magoou e me abalou por inteiro. Tento ser forte, mas depois tenho este tipo de recaídas que dão cabe de mim, do meu espírito sempre alegre e de sorriso nos lábios. Que destrói os meus sonhos, os meus desejos, até os poucos pensamentos positivos que tenho. É como se abandonasse o meu lado bom e gerasse um lado mau, triste, melancólico e cheio de lágrimas. Logo hoje que o meu pai fazia anos tinha de me sentir assim, péssima, sem vontade de estar com alguém, simplesmente no meu quarto a reflectir, reflectir e reflectir. Pensamentos que povoam a minha mente que de tal forma não me deixam viver em paz. Sabem aqueles dias que temos pessoas à nossa volta, mas afinal parecemos tão sozinhos e miseráveis perto delas? 
Depois de cantar os parabéns, arrumei a mesa e fui directa para o meu quarto, não consegui sequer continuar com eles e vir para a sala perto deles. Queria chorar, queria agarrar a minha almofada e olhar as estrelas da minha janela, queria somente libertar a mágoa que tanto me atormenta por dentro. Às vezes aparentamos pessoas felizes e sem problemas, mas no fundo somos humanos e temos destes dias infelizes e que só a solidão nos entende. Sentada na minha cama deixei-me estar ali um bom tempo, caia uma e depois outra lágrima, já eram muitas as que caiam em simultâneo, até que aparece a minha mãe. Óbvio que ela estranhou eu não ter ido para a sala e quando estou triste o que faço é refugiar-me no quarto e lá estar, assim só e ao escuro da noite. Conversámos e ela tranquilizou-me bastante, mas não o suficiente para eu deixar de chorar e ainda estar a carregar tristeza em cima de mim. Neste momento, escrevo de lágrimas nos olhos, porque aqui sinto-me bem, desabafo e alivio a minha alma. Não queria trazer tristezas para o meu blogue, mas se elas tiverem que vir cá parar é por alguma razão e assim terá de ser. Peço desculpa a quem me lê, mas hoje é isto que vos trago. A minha sensibilidade, a minha mágoa transparente, mas não me esqueci de tirar uma foto ao bolo do meu pai e mais uma vez lhe desejar, mas desta vez por aqui, os meus Parabéns e agradecer o pai que é, não é perfeito, mas é especial à sua maneira. 

O bolo foi feito em casa é de cenoura, não levou recheio de chocolate, como o previsto, mas levou cobertura de doce de ovos. Não podia deixar de vos partilhar. Foi simples, como nós, eu, pai e mãe. 




Tenham uma boa noite, melhor que a minha. 
Beijinhos*

Comentários

  1. querida Paula, há dias assim... que nenhum acontecimento nos deixa bem, nem felizes. há dias em que só nos apetece estar connosco próprias... e muitas vezes é por um acumular de situações. tenho a certeza que os teus percebem os teus motivos... eu n os sei, mas imagino que sejam fortes. e, só te posso desejar mta esperança, mta fé, acredita em ti e que é possível, um dia seres feliz... muito! beijinho grande e força!

    ResponderEliminar
  2. Amanhã é outro dia, espero que acordes com alegria! Beijinho e bom fim de semana. =)

    ResponderEliminar
  3. Paulinha, amanhã é outro dia... e vai ser bem melhor de certeza!!!
    Parabéns para o teu pai e deixa-me dizer que o bolo tem um aspecto fantástico!!!
    Muita força... beijinho grande e bom fim de semana!!!

    ResponderEliminar
  4. Todos nós temos esses momentos de tristeza, minha amiga! Chegam sem avisar, vão embora somente quando querem...
    Eu penso que esse sentimento se alimenta dos nossos pensamentos...quando você perceber que a tristeza está a caminho, saia de casa, faça caminhada, telefone para uma amiga, qualquer coisa, mas não fique pensando e não permita que ela se instale em você!
    Você merece ser muito feliz, querida!
    Se quiser conversar, estou por aqui :)

    ResponderEliminar
  5. Existem bolsas de tristeza em todos nós, momentos que se manifestam quando menos esperamos e que acabam por afectar aqueles que nos rodeiam. Ainda bem que podes conversar com a tua mãe e de alguma maneira partilhar essa mágoa, é bom saber que podemos contar com a nossa família. És sensível, magoaram-te, quebraram o teu coração mas não penses por um segundo que não irás sarar, porque vais e com mais força ainda. Eu não te conheço mas acredito em ti e na tua força e no teu coração, que é aquilo que te faz ser especial :)
    Beijocas

    ResponderEliminar
  6. Obrigada a todos pelas vossas palavras, hoje é um novo, mesmo assim parece que ainda anda cá um pedaço de mágoa que não me quer largar. A realidade é sempre dura de enfrentar, às vezes vale mais estar a dormir, ao menos não se sente, não se pensa, apenas se dorme e se esquece por momentos desta realidade.

    Beijinhos e tenham um bom fim de semana*

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Paulinha, sonhar é muito bom mas tens sempre de acordar.
      Essa tristeza que trazes contigo tem de ser "curtida" só por ti, faz-lhe uma festa, aprecia-a, analisa-a e depois faz-lhe o luto. :)

      Eliminar
    2. Se fosse fácil Lost, acredita que já a tinha mandado dar uma volta, mas o mal é que não é apenas uma coisa que me magoa, já são varias e nem sempre isso se cura, algumas ficam, outras vão e outras simplesmente aparecem porque lhes convém. Os meus últimos dois anos não tem sido nada fáceis, em todos os aspectos, saúde, emprego e amores.
      Tento ser forte é uma verdade, mas sou demasiado sensível e deixo-me ir abaixo facilmente, depois tenho este estado de espírito que só me dá vontade de chorar e perguntar porque a vida é assim comigo?

      Eliminar
    3. A vida é assim com todos, uns apenas sofrem mais do que outros...
      Não há nada que possamos fazer ou dizer para te animar, isso parte de ti. De qualquer forma, os cliches foram feitos para isto, amanhã é outro dia...beijocas

      Eliminar
  7. Nem todos os dias são dias bons, existem também os dias menos bons... todos nós temos as nossas fraquezas, mas o desafio é superá-las e ultrapassá-las para que olhando para trás elas sejam apenas uma pedra que ficou para trás no nosso caminho!
    Um grande beijinho*

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Cátia é tão fácil falar acredita. Tudo o que disseste eu tenho em mente, mas estes dias dão cabe de nós, ficamos de rastos e sem vontade para nada. Ficar apenas sozinhas com os nossos pensamentos e a chorar, chorar, chorar. Mas pronto já estou bem melhor e ainda bem :)

      Um beijinho**

      Eliminar
    2. eu sei muito melhor do que secalhar tu pensas o que é estar assim e sei que tudo o que te possam dizer não vai valer de muito... o que importa é que fiques de facto bem nem que precises de recorrer a algum tipo de ajuda... mas se chorar te deixar mais aliviada, chora...

      Um beijinho querida :*

      Eliminar
    3. Ainda bem que compreendes mesmo como são estes dias, às vezes algumas pessoas falam para o ar como se tudo fosse fácil e como se fosse um dia como os outros, mas apenas menos bom. Mas não é bem assim, são dias mesmo horríveis e só quem passa por eles é que sabe o que eles são capazes de ser connosco. É como se um sorriso de uma criança não fizesse sentido naquele momento, deixar de se importar com o lado bom da vida e que o mau é cada vez maior. Enfim...essa ajuda que referes já recorri a ela :) Se soubesses os trambolhões que a minha vida e eu já demos, ui ui :p Estou me a rir, mas não desejo a ninguém.

      Obrigada mais uma vez pelas tuas palavras :) Beijoca***

      Eliminar
  8. Nada como um novo dia para recomeçar :)

    São dias e todos nós temos dias assim. Nem sempre conseguimos estar bem por mais que a gente tente. Eu sei o que é isso e por acaso também tenho umas mudanças de humor que me deixam completamente de rastos. Antes acordava bem de manhã e a noite já estava completamente deprimida ou vice-versa. É muito difícil lidar com isso, até porque afecta todos os que convivem contigo. Eu podia ver e sentir isso de facto.

    Agora já estou melhor, mas tenho ainda os meus momentos... Força amiga e como eu te digo, tu podes ter dias desses desde que no dia seguinte acordes com vontade para lutar pelos teus sonhos. É o que sempre faço. Durmo e espero por um novo dia :)

    Beijito* enorme :)

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Obrigada Leticia...

      Mas às vezes o dia a seguir não significa que tudo esteja melhor. Porque de facto, eu acordei de novo abatida e deprimida, mas tudo se resolveu por bem com uma conversa amigável e com uma boa caminhada. Mesmo assim o bichinho triste cá anda, mas menos feroz :)

      Beijinho*

      Eliminar
  9. Como te disse só vinha cá amanhã, mas o teu post mais recente chamou-me a atenção na página do meu blogger e tive mesmo que cá vir....não queiras ser normal!! És especial (pelo menos para mim devido a esse teu jeitinho de ser), e assim é que deves continuar, se fossemos todos iguais a vida não tinha graça nenhuma!! Esse sentimento que descreves é mais habitual do que julgas, pelo menos em mim...e tal como tu na maioria das vezes até desconfio o porquê dele aparecer...e choro, durante horas se for necessário, no escuro do quarto, adormeço de exaustão e no dia seguinte as coisas já parecem um pouquinho melhores...sinto-me péssima por andar tão a leste =/ mas sabes que estou sempre há distância de um clique se precisares =D

    Não te posso oferecer fórmulas mágicas para resolver esse estado de espírito...apenas a minha amizade e atenção sempre que precisares e quiseres =)
    bj*

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Ainda bem que compreendes Ana. Hoje já estou bem melhor, apesar dos problemas por milagre não terem desaparecido.
      Obrigada pelas tuas palavras mesmo, são fundamentais.

      Beijinho*

      Eliminar

Enviar um comentário

Mensagens populares deste blogue

A Madrinha tem Saudades Tuas

Tragédia que Nunca Esquecerei

Avó Ausente