A Escuridão

Tem dias que a saudade bate, a tristeza abala e o coração bate a mil à hora.
Tem dias que o pensamento invade, que recordações vêm ao de cima sem serem chamadas para a ocasião.

Apagam-se as luzes e o escuro da noite permanece. 
Silêncio que mata a alma, que destrói pela sua solidão, pela sua escuridão assombrada.
Sobrevive por uns minutos a lágrima caída e deixada no chão até finalmente evaporar. 
Soltam-se assim pedaços de tristeza para no dia de amanhã acordar com a alma limpa e serena, mas nem sempre isso acontece.

Aquela nuvem cinzenta e carregada de más vibrações, persegue cada passo, cada movimento e atormenta os dias que parecem não ter boas perspectivas à vista. A chuva cai, como se de lágrimas se tratasse, mas apenas retrata uma fase que renascerá numa estação chamada Primavera. A busca da razão é tal que nos interroga porque tem de ser assim? Porque somente vemos cinza em vez de branco suave para apaziguar a mente?

Percorre então aquele arrepio no corpo que suga a vontade de continuar, que nos deixa aborrecidos e com uma mágoa que apetece abandonar, mas que nos estagna no tempo.
Leva dias ou semanas até a alma se recompor, até tudo normalizar e o olhar finalmente direccionar em frente e não para os lados.


[Imaginação]

Comentários

  1. Que texto bonito apesar de ser triste..acho que todos nós numa altura ou outra nos identificamos com isso. Beijinhos

    ResponderEliminar
  2. Soa-me a um texto triste, todavia a sua beleza é enorme. Fantástico! <3

    ResponderEliminar
  3. Que belo texto... Triste mas muito bonito :)

    ResponderEliminar

Enviar um comentário

Mensagens populares deste blogue

A Madrinha tem Saudades Tuas

Tragédia que Nunca Esquecerei

Puffs Mágicos - Uma ideia criativa