Um Amor de Volta - Parte II

De regresso a casa, estafada e encharcada pela fria chuva, decido tomar um duche quente e refrescar as ideias. Estava completamente confusa, degastada desta situação, pensando eu que já a tinha esclarecido na minha vida, mas enganei-me redondamente. E o que faço agora? Como poderei retomar uma relação se não vejo futuro nela? Porque antes o amor não foi forte demais para conseguir combater toda a distancia e toda a frieza daquela noite em que ele desistiu de tudo, abandonou-me e disse basta. Seguindo o seu caminho, pensando ele que seria melhor para ambos, que seriamos felizes assim distantes e sem olhares no presente. Ainda hoje interrogo-me como foste capaz de tal atitude, de decidires repentinamente como se no lugar do coração tivesses uma pedra gelada e sólida de revolta. Revolta por ser tão complicado para nós ter uma relação à distancia, mesmo com todos os meios disponíveis.  Sei que financeiramente era quase impossível fazer viagens quando nos apetecesse pois eu ainda estudava na faculdade e tu estagiavas numa empresa, mesmo assim poupávamos todos os cêntimos para que tal sempre acontecesse, nem que fosse um fim de semana por mês. Sei que apesar de alguns contras, nós sempre nos amamos demasiado e isso era mais que evidente nos nossos olhos, nos nossos beijos e no roçar dos nossos corpos. Mas o que mudou? Vivemos distantes, eu desempregada e tu não sei...mas o que importa agora? Se não sei se vou conseguir olhar para ti com os mesmos olhos, os mesmos sentimentos...a verdade é que não te esqueci, nem nunca o consegui porque foste parte de mim num passado longínquo  Encontro-me perdida em sentimentos que o passado me trouxe e que o presente me presenteia. O que escolho? Aquele por quem me apaixonei e que ando a tentar conhecer, em que finalmente passados estes anos todos consegui encontrar alguém que gosto, que me sinto bem, que pretendo conhecer profundamente? Ou aquele que num passado distante apareceu de súbito no meu presente e que pretende reconstruir aquilo que um dia quis apagar de vez da minha mente?
Porque vieste? Porquê só agora? Eu gostaria de entender.

Quem é que ela irá "escolher"?
Porque será que ele só agora apareceu na vida dela?
[Imaginação]

Comentários

  1. Esse texto deixou-me a pensar! Já passei por uma situação bastante semelhante e decidi deixar o passado para trás e seguir a minha vida. Foi difícil mas agora estou muito melhor do que antes :)

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Tudo depende de muitos factores, principalmente sentimentais :)

      Eliminar
  2. A pergunta como está feita, tem como resposta "ele"...o que pode não ser a melhor resposta, porque como tu escreveste: não vês futuro nessa relação!
    Os sentimentos geram muita confusão, mas o que posso testemunhar (e que é habitual) é que nada será como na primeira vez. A tolerância, a confiança, a paixão, serão menores...bem, poderão haver excepções,mas da análise que faço do teu post, os factores não serão os mais favoráveis.

    (desculpa a minha frontalidade e frieza, mas tens aqui uma opinião de uma pessoa que também já sofreu por amor)

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Disseste tudo, apesar de não podermos generalizar. Se fosse uma traição até ponderia que não houvesse volta a dar, pois nada será como antes. Mas neste caso não é assim tão grave quanto isso, tirando o facto de ter passado alguns anos, mas tudo tem uma razão de ser ou existir :)
      Obrigada pela tua opinião, gostei*

      Eliminar
  3. Isso são tudo explicações que ele lhe deve dar :)

    ResponderEliminar

Enviar um comentário

Mensagens populares deste blogue

A Madrinha tem Saudades Tuas

Puffs Mágicos - Uma ideia criativa

Em modo de Desabafo...