Traquinices da Infância


Serei eu a única que na minha infância já fingi ter dores de barriga para não ir à escola? :p
Lembrei-me dessas traquinices que aprontei só para faltar à escola, sim eu sei que aparento e digo muitas vezes que sou uma rapariga certinha e direitinha e levo a vida muito a peito/sério. Mas a verdade é que quando andava na primária (1º ciclo) lembro-me de pelo menos duas vezes ter ficado em casa a preguiçar só para não ir à escola :p Hoje riu-me destas situações, mas a verdade é que não foi correcto o que eu fiz e não é habito meu mentir. Aliás tenho um lema que digo sempre, a mentira tem perna curta, por isso não adianta mentir quando na verdade toda a mentira vem sempre ao de cima. Mas como os meus pais saiam cedo para trabalhar, eu ficava pelo menos uma hora sozinha em casa, levanta-me com o despertador, vestia-me e escolhia a minha roupa e tomava o pequeno almoço deixado pela mãe, depois era sair de casa e andar 2km a pé até à escola sozinha :) Sempre fui muito independente nesse aspecto, alias fui "obrigada" a sê-lo desde cedo e sinceramente não me arrependo, só me dá mais orgulho de como eu fui e hoje sou.
Contudo, hoje em dia um miúdo com 6 anos não faz nem metade do que fazia com essa idade, por um lado porque os tempos são outros e por outro, porque a educação vai de um principio e se foram ensinados assim de forma diferente, assim seguirão. Os meus pais tiveram sempre o cuidado de me ensinar os perigos e eu como criança que era, ouvia atentamente e sempre fui responsável. Ainda o sou e sobretudo organizada também.
Mas como tudo na vida ninguém é perfeito e eu por mais comportada que fosse, também fiz algumas coisinhas que não me prejudicaram, mas que devia ter evitado fazer. Como tal essas raras vezes que me fiz de doente para fazer ronha em casa :p
A minha mãe então chegava do trabalho e eu no sofá enroladinha numa manta e com vozinha de aborrecida e sonolenta, lá dizia... mãe não fui às aulas porque acordei mal disposta. Só sei que eles acreditavam, nem sei como porque nunca tive jeitinho nenhum para mentir, escangalho-me sempre a rir lol.
Enfim, há situações na nossa vida que nunca mudaríamos, porque mais tarde acabamos por relembrar e sorrir com as recordações :)
Eu por acaso sempre fui uma rapariga que gostava de ir à escola e sempre fui aplicada, mas lembro-me que quando faltei nessas vezes, ficava com um sentimento de culpa por ter mentido e porque apenas tive preguiça de me levantar de manhã. Contudo não passaram de apenas umas duas ou três vezes que faltei até hoje :) Coisas de pequenos, apesar de nunca ter dado preocupações e poderem confiar em mim a 100%, nunca dei motivos de desilusão e ainda bem. (Tirando esta traquinice que é melhor nem lhes contar :p)

Comentários

  1. Respostas
    1. Já fico mais aliviada por não ser a única :p

      Eliminar
  2. Boa noite :)

    É muito bom passar por aqui porque a versatilidade dos teus post´s é muito boa. Nunca se sabe com o que contar e depois chego aqui e surpreendo-me sempre. E quanto ao tema, sim, eu já "inventei" uma doença para não ir.

    Um Beijinho e um óptimo fim-de-semana :)*

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Obrigada Pedacinhos, também gosto sempre da tua visita e boas palavras :)
      Beijinho e bom fim de semana tb*

      Eliminar
  3. Até ao 12º ano nunca fingi estar doente para ficar em casa! As unicas faltas que tive foi porque me baldei com amigos ou porque tive outros compromissos mais importantes porque também nunca faltei por estar doente a sério! Tive sempre o azar de so ficar doente durante o fim-de-semana ou nas férias :\
    Assim que entrei na faculdade já fingi algumas vezes que estava doente para não ir :b

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Ahhh estava a ver que fugias à regra hehehe

      Eliminar
  4. Estas são daquelas pequenas mentiras que pouca importância têm. Um dia tens de lhes contar :)

    Nunca fiz tal coisa, até porque era deixado na escola quando os meus pais iam para o trabalho.

    Bom fim de semana!

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Não sei se conto, ainda começam a pensar coisas erradas de mim :p
      Então mas sempre podias antes de te levantares dizeres que estavas com dores de barriga, podia ser que eles caíssem na malandrice :p
      Bom fim de semana e espero que estejas melhor ;)

      Eliminar
  5. Acho que todos nós inventámos a mítica dor de barriga para poder faltar à escola nem que fosse apenas por um dia! Mas eram mentirinhas sem maldade!!

    ResponderEliminar
  6. Que traquina eras Paula :P
    Eu admito que tive a minha cota parte de traquinices. Não vou contar aqui senão nunca mais acabo (sim, sempre fui um menino muito reguila) :P
    Acho que faz parte de crescimento e acho que são essas situações que depois revemos da nossa infância que nos fazem como somos :D
    Beijinhos*

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. PS nem era nada traquina, verdade seja dita que neste caso fui bem malandrinha :p
      É verdade e depois em adulto relembrar tudo isto dá outro gozo e por vezes umas boas gargalhadas :P
      Beijinhos*

      Eliminar
  7. Quando à imagem, não havia problema, eu também a encontrei algures pelo Facebook xD
    Eu sempre fui um bocado independente e organizada, desde pequena que ficava em casa sozinha, sem problemas. E fui eu que quis ir à escola, portanto, não fazia nada disso. Gostava das disciplinas e dos amigos... Era um prazer sair de casa e ir aprender coisas novas :P
    Das poucas malandrices que me recordo ou que já me disseram que fazia, era para não comer carne às refeições - nunca gostei muito. Mas já fingi estar com dor de ouvidos para não ir à aula de educação física xD
    Beijinhos*

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Eu também gostava da escola Alyra e de estar com os meus colegas, mas havia dias que dava uma preguiça enorme e então quando chovia ainda pior, só apetecia ficar na cama :p
      Foram apenas umas duas ou três vezes que fiz esta malandrice, mas foi coisa de pequena, nada mais :p
      Beijinhos*

      Eliminar

Enviar um comentário

Mensagens populares deste blogue

A Madrinha tem Saudades Tuas

Tragédia que Nunca Esquecerei

Puffs Mágicos - Uma ideia criativa