Ainda Não me Decidi

Não sei que vos diga em relação ao post anterior, ainda não me decidi. Tenho medo de fazer algo de errado ao mandar a carta. Um lado de mim diz que não haverá problemas porque amizade não é sinónimo de estragar algo, mas por outro estou com receio de o fazer lembrar muita coisa e podendo até destabilizar a sua vida com a minha presença. Sei que fui eu que me afastei, não foi ele. Pelo contrário, ele sempre quis a minha presença na sua vida, mas eu saberia que estar em permanência no seu pensamento não o deixaria ser feliz como ele tanto merece. Custou-me muito o afastamento, parece fácil falar, mas eu sempre gostei muito dele como amigo que era, porque nos dávamos lindamente e porque a mim fazia muito bem a sua amizade. Mas só pensava nele, no sentido de como poderia ser má a minha amizade com ele se ele próprio não sabia separar as coisas. Foi complicado até ele perceber o porquê de eu querer deixar de me encontrar com ele, etc... não havia um encontro onde não houvesse algum tipo de envolvimento e eu disse para o bem de ambos ou ficaríamos verdadeiros amigos ou então era melhor cada um seguir o seu caminho, porque ele só iria sofrer estando sempre com algum tipo de esperanças da minha parte e preso a mim quando eu não queria isso pois eu não conseguia lhe dar o que ele tanto desejava. Ele dizia que não havia mal nenhum, que gostava de mim desta forma, que não se importava com o depois, para vivermos o momento, etc... Mas as coisas não são assim, não podemos apenas viver o momento se mais tarde o que viveremos é o sofrimento por acções que deveriam ser evitadas. Ele juntou-se passado uns tempos a uma moça, moça essa que ele gosta mas não ama, pelo que me dizia ao telemóvel. Quem ele amava mesmo era eu, mas estava mentalizado que nunca mais me teria, pois eu fiz-lhe ver com tamanha sinceridade que não sentia o mesmo que ele, com muita pena minha. Infelizmente fico triste, porque ele era sem dúvida alguém que desejaria ter a meu lado, a personalidade dele é incrível e tem um coração de ouro. É daqueles rapazes que dá extremo valor  a quem ama, que faz tudo por esse alguém, é especial mesmo.
Contudo, sei que fiz o correcto, sei que ele teve contra mim pela minha decisão de afastamento, mas agora que se vê numa situação semelhante (ele não ama a pessoa com quem está), caiu em si e viu realmente o porquê de tudo o que falei e agi. Também fiz-lhe ver que estar com uma pessoa que ele não ama, não é de todo correcto e que deveria pensar bem no que realmente quer. Ele sempre teve uma auto-estima baixa a nível físico e sempre com muito medo de ficar sozinho, então conheceu essa moça, mas não sei se ainda estão juntos ou não. Já lá vão uns dois anos ou mais que não sei nadinha dele, isto por minha causa também. Mas também o facto de ele me contactar às escondidas, deixava-me incomodada e só me vinha a cabeça que não gostava que o meu namorado fizesse o mesmo. Como disse anteriormente não fazíamos nada de mal, apenas conversávamos e ele apenas escondia isso da namorada porque ela ficava com ciumes e chateava-se com ele. Também era rara a chamada, só de meses a meses, mas mesmo assim nunca consegui pensar mais em mim, pensava sempre nele e na namorada.
Contudo, gostava muito de voltar a falar com ele, gostava mesmo de saber como ele está. Mas ainda não me decidi se mandarei ou não a carta. Já idealizei tanta coisa na minha cabeça pensando no que irei escrever, não quero jamais lhe dar esperança alguma e passarmos novamente pelo mesmo. Quero apenas que ele saiba que ainda penso na nossa amizade e que me preocupo com ele. E sei que ele em alguns momentos também pensará em mim sem sombra de dúvida.
Obrigada pelos vossos comentários, caso venha a escrever-lhe uma carta, assim vos direi :)

Comentários

  1. Se não enviares a carta nunca vais saber aquilo que pode vir a acontecer!
    Mas é uma decisão tua, tens que ponderar bem :)

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. A verdade Dói mas é o melhor remédio pra curar! Deixe-o Viver! o tempo dessa "amizade" passou, será melhor pra ele! #VivaAReal!

      Eliminar
    2. Deixe-o Viver! Essa amizade numk existiu pra ele! A verdade dói mas é o melhor remédio! #VivaAReal!!

      Eliminar
    3. Wendellmetal desde já bem-vindo(a) ao meu blogue.
      Mas não concordo em nada com os seus comentários. Eu não quero jamais atrapalhar-lhe a vida, mas sim saber de um amigo de longa data que não falo há alguns anos. E outra, você não é ninguem para afirmar que esta amizade nunca existiu, quem saberá isso sou eu e ele, não alguém que está do lado de fora e nem sequer nos conhece, por isso tenha cuidado com as suas palavras. Podem magoar.
      Agradeço os seus comentários e a sua opinião, mas não fale daquilo que não sabe, ok? :)
      Tenha uma boa tarde.

      Eliminar
  2. se eu estivesse no lugar do teu amigo perferia que não tentasses voltar a falar comigo :) mas ele pode ser diferente :)

    ResponderEliminar
  3. Olá! É a primeira vez que vejo o teu blogue e estou a gostar :)
    Quanto a esta publicação... Li tudo (incluindo o posto anterior) e penso que devias enviar uma carta. Mesmo que não dê com nada, ao menos tentaste. Como se costuma dizer: quem não arrisca, não petisca.
    Beijinhos*

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Obrigada pela tua opinião Alyra :)
      Bem-vinda* :)

      Eliminar
  4. Ao fim deste tempo, será que ainda mantém os predicados que descreveste???

    Eu não enviava carta. Mas tentava o contacto via facebook e, aos poucos, tentar como está aquela pessoa ao fim de 2 anos e tal...

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. NightDark ele eu sei que é um rapaz merecedor de ser feliz e não um rapazito qualquer que adora gozar a vida. Ele foi-me especial e eu fui para ele também. Ele não guarda rancor, nem eu e sei que ele ficará feliz por receber algo meu, só não sei se isso será boa ideia. Mas acho que vou arriscar em mandar a carta.

      Eliminar
  5. Quando existe uma amizade com muita cumplicidade ela nunca mais se apaga vai haver momentos que sempre vão pensar nos bons momentos que viveram juntos não sei se será bom querer reaver algo que foste tu quem quis o afastamento se ele namorar não será muito bom pode balançar com ele e mexer com o relacionamento mas se estiver só seria bom poderem de novo saírem para conversa mas se não tentares não vais saber nada e ficarás sempre com isso na mente então tenta e envia :)

    ResponderEliminar
  6. Obrigada pelas vossas palavras e opiniões. Realmente só quem conhece as pessoas é que pode avaliar as situações e se será ou não correcto agir. Houve alguns que disseram para não arriscar, outros dizem que sim que devo arriscar e talvez seja isso que vou fazer. Não tenho nada a perder. E se depois de saber dele, as coisas terão de continuar como estão, então assim seja, mas ao menos tranquilizo o coração :)
    Beijinhos*

    ResponderEliminar
  7. Bom... a decisão final será sempre tua :)

    ResponderEliminar

Enviar um comentário

Mensagens populares deste blogue

A Madrinha tem Saudades Tuas

Tragédia que Nunca Esquecerei

Puffs Mágicos - Uma ideia criativa