Os Nervos Não me Largam


Hoje na aeróbica tive uma crise de ansiedade, nada de grave e sei que isto é passageiro. Já estou um pouco habituada (aconteceu algumas vezes), mas não deixa de ser desagradável. Já mencionei no meu blogue que sou uma pessoa bastante nervosa, mas só em casos onde me sinto incomodada, caso contrario sou muito calma :)
Mas tendo em conta que devido à minha fobia (Post) comecei a fazer um tratamento para controlar a ansiedade, isso acabou sim por me ajudar, mas agora é o pior, pois quero largar o tratamento, ou seja, a medicação. Não quero andar dependente disto e por motivação própria resolvi largar aos poucos, obviamente que agora estou a ter as consequências, mas vou ultrapassar (espero eu).
O engraçado mas sem graça nenhuma é uma das pessoas que pratica aeróbica também, já da idade da minha mãe, vir falar comigo para acalmar-me e afim, sempre gostei dela e é compreensiva, mas estragou tudo quando disse que preciso de um namorado. Em parte ela tem razão, o mal mesmo é eu saber que isso me faria bem, mas que não encontro ao virar da esquina. E as pessoas deviam pensar um pouco antes de falar, se fosse tão fácil assim, de certeza que a esta hora não estaria sozinha, pois o que mais desejo é encontrar alguém que ame e da mesma forma me ame a mim.
Ter uma pessoa dessas na nossa vida é de facto muito bom e dá-nos um pouco mais de felicidade aos nossos dias, para não falar em ter companhia para espairecer e viver coisas novas, partilhando e amando.
Mas estes comentários (mesmo que seja inocentemente) afectam-me, entristecem-me, porque eu sei perfeitamente que isso faria-me bem, mas também sei que não é apenas ao estalar os dedos que se consegue.
Até lá vou ouvindo estas palavras que me vão magoando interiormente (Até porque já não é a primeira vez nem a mesma pessoa). E podem dizer-me, és bonita, bem feitinha, simpática e boa moça, mas o pior é que essas pessoas não sabem que muitos jovens da minha idade não dão valor a meninas certinhas e caseirinhas. Normalmente o que interessa são outro tipo de coisas e pessoas, não eu, alguém que leva a vida muito a sério e que antes de agir pensa em consequências e não age saltando de cabeça. Enfim, um dia haverá alguém que olhe com outros olhos e queira-me conhecer inteiramente :)

Comentários

  1. Tens de ter calma e não pensar tanto nesse tema: ter namorado!

    Ainda és muito nova e tens de ter esperança nessa futura relação. Quando menos esperares, aí está ela!

    Olha, curiosamente, eu ainda sou uma pessoa conservadora, que gosta das "certinhas e caseirinhas"...daí estar solteiro, porque são raras eheheh

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Talvez tenhas razão, talvez pense demais no assunto, aliás dou-lhe demasiada importância porque é algo que anseio muito.
      O ser nova não significa nada, podem passar anos a fio e continuar sozinha. A idade hoje já nada conta quando os anos passam a voar.

      Eliminar
  2. Acho que as pessoas deviam falar antes de pensar, não só porque podem magoar sem intenção mas porque nem sempre se acreditam nas mesmas coisas.
    Ninguém gosta de estar sozinho, de não ter ninguém para partilhar e viver o dia a dia e infelizmente, nos dias de hoje, os valores morais sofreram uma revivavolta que, na minha opinião, é horrível.
    Não te deixes ir abaixo com essas coisas, não vale a pena entristeceres-te com coisas que não são. Vê a beleza antes das coisas que são porque os sonhos, esses são a forma mais dolorosa que temos de nos magoar.
    Sonha, obviamente, e abre os braços e voa Paulinha :) todos temos uma "estrelinha" a brilhar para nós :)

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Hoje estou num dia mau, por isso que me deixei entristecer com o assunto. Mas claro que bate cá dentro aquela ansiedade de passarem os anos e continuarmos na mesma. Enfim, vidinhaa a nossa. Uns com tanto e outros com tão pouco.

      Eliminar
  3. Estas palavras podiam ter sido minhas, sei bem o que dizes, também ouço muito isso. Não é assim tão fácil encontrar alguém, hoje em dia os rapazes são todos uns parvos, é difícil encontrar alguém decente.:( Mas tenta ignorar essas pessoas e bola para frente.:)

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. É verdade Tulipa, já não falo só dos rapazes, mas as pessoas em geral cada vez mais me surpreendem pela negativa. Muitas delas devem deixar o amor num cofre a sete chaves e no lugar do coração têm laminas que sangram pela diversão e pelos maus caminhos.

      Eliminar
  4. No teu texto dizes que o que mais desejas é encontrar alguém que te ame e que tu também ames,eu acho que o amor é algo bom de sentir,que faz bem a muita gente,mas nem sempre é tudo.Se me permites que te diga o mais importante deveria gostares de ti própria e não precisar de outra pessoa para te sentires feliz ou completa.
    Como sabes e bem eu encontrei alguém quando menos esperava e isso pode acontecer te também,mas se não acontecer vive feliz na mesma,nem tudo se resume ao amor.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Márcia eu gosto muito de mim, acredita. Mas quando passam anos e tu não vês melhorias no campo do amor, é triste e ainda para mais quem anseia amar alguém. Eu sempre quis isso na minha vida, partilhar momentos com alguém, apaixonar-me de verdade, fazer mil uma coisas com essa pessoa, ser mãe, ter uma família, enfim tanta coisa que desejo. Mas claro que consigo viver comigo própria sem qualquer problema e não ando todos os dias a bater no ceguinho :p mas a verdade é que há momentos que me deixam abatida porque tudo poderia ser diferente se tivesse alguém que muita falta me faz, acredita. Mudaria muita coisa.

      Eliminar
  5. ahaha, eu também me baralho algumas vezes com isto. E afinal chegas-te a tocar algum desses instrumentos??

    ResponderEliminar
  6. E como estás Paula? Melhor, espero.
    Sobre esses (infelizes) comentários também já tive a minha porção. Felizmente saí da terrinha e aqui não há cá dessas coisas. As pessoas às vezes não se enxergam, não percebem que não podemos ligar para o 808 999 999 e conseguir o amor da nossa vida. Nem sempre é fácil encontrar essa pessoa ou que mesmo que a encontremos nem sempre seremos correspondidos (pois!).
    Enfim, como diz o ditado, mudam-se os tempos, mudam-se as vontades (mas e as mentalidades? oh, essas permanecem pré-históricas).
    Beijinhos, as melhoras*
    PS: Desculpa pela divagação :)

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. PS sinceramente hoje o dia não está a ser de todo muito "feliz". Acho que só uma boa noite de sono cura, mas não a 100%. Porque ultimamente também ando agitada com outra coisa, mas agora não vem ao acaso.
      A senhora que falei não fez com intenção de me magoar, pelo contrario, eu percebi o sentido da frase dela, mas acabou por me afectar. Porque para além da situação que se passou na aeróbica, ainda ouvir aquilo como se fosse uma solução para os meus problemas, realmente deixou-me KO se assim o posso dizer. E em parte concordo com o que ela disse, aí está o mal, eu saber mesmo que me faria realmente bem. Mas pronto...
      As mentalidades mudam cada vez para pior a meu ver, infelizmente.
      Beijinho e obrigada*

      Eliminar
  7. Ola...
    se estas a fazer um tratamento, é importante que não o interrompas por iniciativa propria... segue o que o medico te diz para fazer porque podes não ter consciencia que estas a precisar dos medicamentos (se calhar se não tivesses abedicado dos medicamentos não tinhas dito a crise)
    Acredita que compreendo bem a tua situação porque tenho um problema identico e necessito de medicamentos, não para um periodo de tempo, mas para a vida e tambem passei por uma fase em que não queria tomar porque achava que estava bem e não precisava.....

    Um filme de amor antigo...Officier et Gentleman já Viste?

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Olá El.
      O tratamento já o tentei parar uma vez com consentimento do médico, ao qual ele preparou-me e avisou-me o que deveria fazer para deixar a medicação. Segui os passos, mas na altura sei que não estava preparada, porque não conhecia o dito impacto. Hoje já tenho consciência que o que vai acontecer, vai custar um pouco inicialmente ao largar a medicação, mas espero conseguir aos poucos controlar e superar. Caso contrario se em 2 a 3 meses não sentir melhorias, retomo de novo infelizmente. Nunca deveria ter começado tratamento nenhum, era escusado isto porque não estava de todo tão mal para andar em tratamento desta forma, bastava ansiolíticos. Mas pronto.

      O filme nunca vi, mas porque sugeres?

      Eliminar
    2. é apenas um filme classico com uma boa historia... (gostava de ver o teu comentario acerca do filme caso o visses)
      por exemplo agora estou a descarregar o Ted para ver um dia destes quando tiver tempo..

      Eliminar
    3. Eu por acaso gosto de ver filmes, mas antigos não é muito o meu forte. Normalmente ando mais ligada às estreias que aparecem :)
      Agradeço a tua sugestão e por favor não me leves a mal se não ver.
      O Ted não me cativa muito para o ver e pelo que já vi num blogue, a opinião é que o filme foi uma desilusão pois esperava mais sobre o mesmo. Mas claro são gosto e opiniões que podem muito bem variar de pessoa para pessoa, depois diz-me o que achaste do filme :)

      Eliminar
    4. Ah! E porque razão mandas dois comentários repetidos? :p
      Tenho sempre de eliminar um.

      Eliminar
  8. Acredito que não seja uma coisa fácil de ouvir. Seja porque não encontramos alguém ou porque é uma opção nossa. Há por aí rapazes que gostam de raparigas caseiras e certinhas. Eu sou por exemplo. Estou quase sempre em casa, nunca fui a uma discoteca, não bebo, nunca fumei. Mas eu moro na cidade e se calhar aí no campo há menos rapazes. Mas não percas tempo a pensar nisso querida. Ele vai aparecer e de certeza que vai ser quando desistires de o encontrar.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Então somos parecidas :)
      Eu não penso muito nisso, tirando momentos que me dão para isso, mas não é todos os dias obviamente, além do amor, temos uma vida para viver.
      Beijinho*

      Eliminar
  9. Sobre o namorado...
    Deves ter rapazes na tua terra que se interessem por ti... dá uma oportunidade a um... vive o momento, o dia a dia... não sonhes que é logo o homem da tua vida... quem sabe não o encontres sem estares a espera...
    O amor é como um gelado é preciso comer antes de derreter, Percebes?
    Se caires, se teres um trambolhão pelo menos tiveste uma experiencia e é de experiencias que a vida é feita, umas poistivas outras negativas e importante é andar para a frente

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. El é tão fácil falar :)
      E já me bastaram alguns "errados" no passado, ainda para mais um que me fez a vida negra, por isso não penses que é assim tão fácil como descreves. Nem toda a gente merece o amor das pessoas, porque a maioria só pensa em diversão e magoam sem terem piedade. Mal por mal, prefiro estar só.
      Além disso não sou rapariga de muitas saídas e de dar nas vistas, mesmo que se interessassem eu não sou de dar trela. Sou uma menina à antiga :p

      Eliminar
  10. quando tiveres encontrar o tal, encontras :) nem vale a pena pensar nisso :) o que tiver que ser teu, teu será :):)

    Em relação a medição espero que a tenhas deixado com consentimento do medico, por vezes deixar certos tratamenteos antes do tempo e indevidamente dá muito mau resultado e em vez de se andar para a frente anda-se para tras :):)

    aos poucos superas isto tudo, porque es mais forte que isto :D:D

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Obrigada pelas tuas palavras Palco :)
      As coisas vão melhorar, assim o espero.
      Beijinho

      Eliminar
  11. Já passei por isso :)sei exactamente como te sentes, quando era mais nova tinha ataques de pânico frequentemente, estar dentro de um carro era um problema para mim tinha que sair do carro, ou mesmo em casa passei dias mesmo muito mal, na altura aconcelharam-me medicamentos antidepressivos, acalmantes, mas isso só me fez pior, parecia uma zombie e apática tive que deixar de os tomar, o que me fez acabar com isso foi o fazer actividades, não estar parada, conversar com as pessoas, lembro-me que li um livro que também me ajudou muito mas não me lembro do nome :). Desde aí nunca mais tive ou se tenho é muito, muito raramente mas acaba por nunca acontecer realmente por agora consigo-me controlar o que antes não conseguia o fazer :). A chave é nunca estares parada estares constantemente em actividade e acredita que passa com o tempo.
    Em relação a não teres namorado, pensa assim não leves em consideração o que as pessoas dizem o que interessa é estares bem contigo propria, cuidares de ti, a partir daí tudo vem como consequencia. Aproveita a vida e quando menos esperares ele aparece à tua frente ;)

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. A mim a medicação ajudou, muito sinceramente fez bem inicialmente sobretudo. Até a nível de auto-estima melhorei, não posso negar que me fez mal, tirando o facto que agora quero largar e torna-se bem complicado. Nas primeiras semanas também parecia uma zombie :p Andava cheia de sono, mas na altura tinha acabado um estagio profissional e sem ocupação não me fez qualquer confusão tomar, claro se tivesse a trabalhar seria bem mais complicado, nem concentrar conseguia.
      Talvez o que me falte mais é actividade durante o dia, mas o problema foram as recaídas que tive quando apenas fazia trabalho-casa, casa-trabalho e aconselharam-me medicação porque andava esgotada, mal o meu ter optado por isso, talvez com mais umas saídas e espairecer do dia-a-dia as coisas iam ao sitio, enfim, agora não posso voltar atrás.
      Quanto ao namorado, está difícil ele aparecer bahh :p

      Eliminar
  12. Há certas palavras que magoam... É preciso ter cuidado quando se fala. De qualquer forma, eu acho que a tua pessoa vai aparecer quando menos esperar, até lá continua a ser assim como és, especial :)

    ResponderEliminar

Enviar um comentário

Mensagens populares deste blogue

A Madrinha tem Saudades Tuas

Tragédia que Nunca Esquecerei

Puffs Mágicos - Uma ideia criativa