O Primeiro Beijo


O meu primeiro beijo...Opah... O meu primeiro beijo foi tão, mas tão esquisito que até custa descrever :p
Hoje lembrei-me de o comentar aqui, não sei porque razão, mas apeteceu-me (Acho até que já tinha falado dele algures num post qualquer, não tenho a certeza).
Tinha eu os meus 18 anos, uma rapariguinha que nunca tinha namorado antes, encontra-se com um jovem rapaz que seria o seu novo namorado e por certo o seu primeiro :)
Bem, foi engraçado... Era de noite e fomos dar um passeio pela vila onde moro, conversa puxa conversa as horas passavam a voar, até que decidimos sentar-nos num dos bancos do jardim. Com um gesto delicado ele toca-me na face e declara-se com todas as palavras possiveis para eu ficar totalmente corada e super timida. Ali a conversa parou, eu não soube reagir e só desviava o olhar porque sentia-me completamente encavacada Lol Mas bastaram dois segundos a olhar para ele, para então ele avançar logo de seguida. Enquanto ele se aproximava, eu sentia-me a recuar, é verdade. Aquilo soava-me a algo tão estranho que até tinha "medo" que algo corresse mal e que fizesse figura de palerma :p
O beijo rolou e ainda bem que assim aconteceu, apesar de nunca o ter esquecido e recordar-me tão bem dele, foi dos piores beijos que já dei, confesso hehe mas foi especial por ser o primeiro e por ter sido tão delicado e amoroso. Eu sinceramente nem sabia o que fazer, mas a verdade basta deixar acontecer e a experiencia vai sempre "consertando" alguns passos mal dados inicialmente.
Acho que toda a gente passa pelo mesmo, que o primeiro beijo é sempre uma curiosidade, mas que na verdade acaba por ser um desastre :p
E vocês, querem-me contar como foi o vosso?

Comentários

  1. Bem, vou ser sucinto e não me demorar nos pormenores, por isso, a minha partilha pode soar algo superficial, mas terá de ser assim, senão deixo aqui um grande testamento.

    Primeira namorada, tal e qual como aconteceu contigo, Paula, sem eu ter experiência, etc, faço a declaração e fico encavacado (tipíco!). Não acontece nada naquele dia, além de dar a mão e coisas desse género.

    Segundo dia, a mesma coisa. Nesse dia à noite, recebo sms, que dizia algo do género: "Ou no próximo dia me beijas ou estamos mal."

    Ahahahha! Claro que fiquei em pânico. Mas no outro dia, mal a vi, bem ou mal, lá a beijei. Não deve ter sido muito mal, porque recebi logo um elogio pelo beijo e uma pergunta: "Porque raio demoraste tanto tempo???"

    Hoje rio-me muito ao recordar isto, mas naquela altura, fico stressado por ter de ser eu a avançar. :-)

    Nos relacionamentos posteriores, curiosamente, tiveram todos nuances diferentes, mas isso é outra história. Beijocas, Paula!

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Que giro Pedro :)
      É normal que ela tenha feito essa pergunta "Porque raio demoraste tanto tempo???", não pelo facto de ter sido um beijo "bem feito", mas se calhar por estar apaixonada por ti e por ter sido um momento especial. Beijar alguém que amamos é muito bom, mas a primeira vez não deixa de ser um pouco estranho diga-se de passagem :p
      Aquele nervosinho e com o coração aos saltos dá cabe de nós com tanta alegria e timidez :p

      Beijinho e obrigada por partilhares*

      Eliminar
    2. Não, expliquei-me mal (é o problema de abreviarmos os textos para não maçar muito), ela depois referiu explicitamente que não percebia porque tinha andado a enrolar tanto tempo se beijava bem, porque já começava a desconfiar que eu não o saberia fazer. :-p Nunca percebi muito bem isto, mas pronto, também não é para perceber.

      A minha questão nunca foram os "pormenores técnicos" ou a estranheza do acto, mas sim (e talvez ainda continue a ser) quando se deve dar o tal primeiro beijo num relacionamento. Isso é que me intriga. Quando passamos do ponto de sermos atrevidos e precipitados para o ponto de ir já tarde demais, entendes? Ainda hoje não é um ponto forte essa minha percepção. Claro que muitos rapazes simplesmente tentam sempre beijar por natureza, para ver se a coisa pega, mas não consigo ser assim...

      Em relação ao beijo em si, para mim, sempre foi algo muito natural, é só deixar fluir. :-)

      Eliminar
    3. Então és o primeiro aqui a dizer que o primeiro beijo correu bem e quase na perfeição :p
      Eu acho que na maioria dos casos o primeiro beijo é meio trapalhão e estranho. Depois claro, como disse com a experiencia e a pratica vai melhorando, tornando o beijo "perfeito" no sentido de deixar acontecer naturalmente sem pensar muito se vamos errar ou não, é só deixar envolver. Até porque aí a estranheza do acto deixa de ser visível, porque também deixa de ser curiosidade quando já sabemos o que é e como na verdade se faz. :p

      Eliminar
    4. Perfeição é uma palavra muito forte! :-D Ainda vão pensar que sou convencido... Nada disso, acho que se deveu basicamente a dois factores:

      1- As expectativas dela, por algum motivo, talvez pela demora fossem realmente baixas e por isso mesmo, fáceis de superar.

      2- Por algum motivo, eu não achar que esse gesto de Amor, que é o acto de beijar, seja motivo de preocupação em ter um bom desempenho. Acho que, no fundo, simplesmente me entreguei ao momento, uma vez que me decidi a isso, depois de tanto andar a enrolar.

      E mais uma vez, reafirmo que é mesmo esse o meu problema. Reconhecer o "timming" perfeito, porque em passando essa fase, já lido bem com a situação, com o beijar e tudo o resto. Para mim, se tivesse de apontar um ponto crucial numa relação e que me deixa "sem rede de segurança", por muito tonto que te pareça, Paula, seria esse ponto, em que temos de sentir se é cedo para beijar, ou sequer, se é isso que a companheira quer. :-)

      Eliminar
    5. Pedro até compreendo o que dizes, mas uma pessoa não nasce ensinada e acho que mesmo assim o primeiro beijo é sempre um pouco trapalhão :p
      Pode até acontecer com naturalidade, mas não deixa de ser estranho andar ali a enrolar a língua sabe se lá como :p Acho que só com a pratica ou pelo menos com mais dois ou três beijos dados é que se apanha o jeito :p

      Eliminar
    6. Percebo essa questão técnica da trapalhice e é um facto que, naturalmente como tudo na vida, a prática leva à "perfeição", como se costuma dizer.

      Mas, por outro lado, insisto que não é pelo caminho da "perfeição" técnica que devemos ir. Foi um primeiro beijo, mal ou bem, vamos nos lembrar sempre dele e de onde foi. Sendo assim, foi perfeito na sua imperfeição.

      Falando no geral e não particularizando contigo ou comigo, acho que nos devemos entregar mais aos momentos e não ficarmos agarrados ao desempenho/estranheza, principalmente dos gestos de afecto, pois senão corremos o risco de a outra pessoa sentir que não estamos a ser verdadeiros. Mais vale um beijo trapalhão que seja honesto e dado de coração, que um beijo perfeito tecnicamente e que seja dado a pensar na forma correcta de ser feito, em vez de ser dado a pensar no quanto gostamos da outra pessoa.

      Que longo debate para aqui já vai! :-)

      Eliminar
    7. Pedro eu só falo do primeiro beijo e não nos restantes. Além disso eu bem refiro que apesar de trapalhão é especial, no texto está lá isso. Não vamos agora abranger o assunto para os restantes beijos e se vão ser perfeitos ou não, aqui a conversa resume-se no primeiro e nada mais ;)
      Se leres de novo o meu texto vais reparar que lembro-me muito bem do meu primeiro beijo e com que pessoa foi, até mesmo o local. Lembro-me todos os pormenores como se fosse hoje, porquê? Porque foi sem duvida algo muito bom e romântico (COM MUITO SENTIMENTO), mas que também me soou a estranho, onde a língua se encolheu e nem soube para caminho ir LOL
      Tirando o primeiro beijo os restantes já se fazem com mais naturalidade e sem recuar, deixa-se fluir como já disseste.
      Agora o objectivo do meu post era este, dizer como foi o primeiro beijo, que parece há maioria ter sido um desastre, mas talvez uns dos únicos beijos a ser lembrado com carinho e alegria por ter sido especial para nós. :)

      Eliminar
  2. Detestei. lol Tinha ai uns 9 anos, namorava com um miudo que um dia TAU um beijo com lingua. QUE NOJO ( foi o que pensei ) lol

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Ahaha, logo com língua, posso imaginar Lol

      Eliminar
  3. Ohhhh que giro :):) O meu andava eu no 6ºano (numa tenda num acampamento com um colega meu ahaha foi péeessimoo) Depois beijo mesmo beijo foi aos 16 e também foi pessimo =P


    Beijinho*

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. São péssimos, mas a verdade é que nunca se esquecem por serem especiais. :) Fazem parte das nossas vivências e curiosidades :)

      Beijinho*

      Eliminar
  4. verdade minha querida. obrigada, beijinhos

    ResponderEliminar
  5. O meu primeiro beijo a sério, com a noção do que ele significava, foi aos 14 anos. Tinha aquele nervosismo e curiosidade mas aconteceu com uma pessoa de quem gostava muito e também inexperiente. É um momento muito especial e divertido :)

    ResponderEliminar
  6. O meu foi óptimo e foi o beijo mais longo que já demos, 11 minutos xD

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Fogo! 11 minutos? É obra, como foi possível? :p

      Eliminar
  7. Acho que 'desastre' qualifica bem o meu primeiro beijo =P

    Lol

    Beijito* grande :)

    ResponderEliminar

Enviar um comentário

Mensagens populares deste blogue

A Madrinha tem Saudades Tuas

Tragédia que Nunca Esquecerei

Avó Ausente