Impiedosa Dor


A minha voz perdesse na rouquidão
A minha visão fica nublada
Enquanto o meu singelo coração
Sangra lágrimas de devastação
Este desgosto de amor que instalasse
Faz percorrer todo o meu corpo
Acabando comigo aos pedaços
Choro todo o dia
Pensando no teu delicado rosto
No último beijo que trocamos
E que ainda sinto o gosto dele em mim
Sinto-me fraca e sem gota milagrosa
Que me tire deste sufoco
Desta mágoa que me prende a respiração
Que aperta bruscamente sem compaixão
Choro
Pela saudade que vou ter de como eramos
Pela saudade daquelas palavras que declaravas
Pela saudade do abraço que dávamos
Antes de adormecermos
Choro
Porque terminou
Porque traição não tem desculpa
Porque ainda te amo.

Comentários

  1. Deve ser uma dor insuportável =/

    Beijinho*

    ResponderEliminar
  2. Gostei do poema, apesar de triste está muito bonito :)

    ResponderEliminar
  3. Ser traido é das, piores coisas que nos podem acontecer, e hoje em dia é o que mais vemos infelismente.GOSTEI DO POEMA

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Anónimo, muito obrigada pelas suas palavras e tem razão, deve ser horrível e cada vez mais se houve histórias assim :)
      Volte sempre*

      Eliminar
  4. Que surpresa tão boa chegar aqui e ler palavras repletas de sentimento e que o coração se torna carde que se magoa, que sente, que almeja um dia melhor a cada dia que passa. Gostei desta forma de escrita, translucida e ao mesmo tempo mística que cativa quem te lê, quem por aqui passa. Gostei muito e irei voltar com certeza. Um Beijo :)*

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Pedacinhos de mim Muito obrigada :)
      Também gostei do teu blogue, por isso estamos quites.
      Volta sempre* :) Beijinho

      Eliminar

Enviar um comentário

Mensagens populares deste blogue

A Madrinha tem Saudades Tuas

Tragédia que Nunca Esquecerei

Avó Ausente