Pergunta Surpresa

Estava precisamente a lembrar-me quando numa aula de ciências (já lá vão uns ricos aninhos, devia andar no 5ºano) um professor nos pede para numa próxima aula levar as cédulas de nascimento. Ficámos intrigados com aquilo e a próxima aula chegou. Quando surgiu a vez de falar de mim, o meu professor disse apenas "Paula, tu não querias vir ao Mundo?", com um ar meio para o sério e eu admirada e sem saber o que dizer, sorri e apenas disse "Não sei.". Neste impasse de saber o que vinha dali, fiquei meia paralisada e receosa com aquela pergunta inicial. Porque razão o meu professor me perguntava uma coisa daquelas? O que estaria na cédula de nascimento para que ele tivesse tal conclusão? Quando ele a seguir diz para a turma, "A nossa Paulinha ficou 42 semanas dentro da barriga da sua mãe, aposto que não deu a cambalhota.", ora pois claro, riram-se todos com a bem dita cambalhota e de facto ele tinha razão. Mal cheguei a casa a minha mãe assim o confessou, que por mim eu estaria um tempo infinito na barriga dela, pois nem me dei ao trabalho de dar a volta e ficar de pernas para o ar e cabeça para baixo lol Realmente até ao nascer fui molengona, tão preguiçosa que fui que nem dei a volta e nem sai por vontade própria, mas vá também fui bem espertinha, assim fiquei lá mais tempo, não tive trabalho nenhum e de certo modo até tinha algum receio de vir enfrentar este Mundinho. Nisto tudo, achei curioso como o professor saberia aquilo e como nós em crianças/adolescentes ficamos interrogados com certas perguntas ou afirmações, que agora em adultos sorrimos e recordamos a nossa ingenuidade. 

O tempo passa a correr e é curioso as coisas que vamos sabendo :)

Comentários

  1. podes crer minha querida, quando relembro essas cenas chego a rir a bandeiras despregas sozinha como uma louca, e quem me dera poder voltar atrás e viver certas coisas de novo!! Beijokinhas e bom fim de semana;)

    ResponderEliminar
  2. História engraçada :)

    Correndo o risco de estar errado, penso que é mais comum chamar-se cédula de nascimento.

    Beijinho

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Estás correcto Paulo, erro meu :p

      Ups, já vou corrigir :)

      Beijinho**

      Eliminar
  3. Imagino a tua cara dee espanto quando ele te disse aquilo.

    ResponderEliminar
  4. As lembranças que mais nos fazem sorrir são aquelas que envolvem a ingenuidade, nossa ou de alguma outra pessoa. É sempre uma doçura recordar esses momentos :)

    ResponderEliminar
  5. Que história engraçada! Realmente quando somos pequenos somos mesmo ingénuos lol

    ResponderEliminar
  6. Ainda há uns dias comentava eu com uma amiga das gargalhadas que a ingenuidade da infância nos proporcionam, assim como o facto de nos acharmos hoje tão mais sabedores da vida e, que final, iremos descobrir num futuro próximo que ainda tinhamos tanto a aprender.

    Beijinhos molengona

    ResponderEliminar
  7. É sempre interessante saber a nossa história de nascimento :)

    ResponderEliminar

Enviar um comentário

Mensagens populares deste blogue

A Madrinha tem Saudades Tuas

Tragédia que Nunca Esquecerei

Puffs Mágicos - Uma ideia criativa