Traição de uma (suposta) Amizade

Eu soube que já nada fazia sentido, quando não era eu que interessava, senti-me magoada, como se me tivessem traído o coração, apertado forte por ele e a torturá-lo devagar.
Pude ver com os meus próprios olhos que não é amor que sentes por mim, é o interesse em ter contigo alguém que te acarinhe, que te passe a mão por cima para que não te sintas sozinho. Tentei de alguma forma preencher esse teu vazio, mas bastou eu estar um dia sem disposição para isso, que procuraste acolher-te nos braços de outro alguém que não eu. Fosse quem fosse, isso feriu-me, deixei abater sobre mim uma mágoa inexplicável, uma voz seca procurando água para estagnar a dor que começava a aparecer. Repentina ela ia absorvendo a mais pequena gota de alegria que no momento eu tinha, era tão pequena que quando dei por mim, estava desolada, seca e vazia por dentro. Pude ver o quanto enganada estava a teu respeito, pude ver que afinal não há homens com aquele brilho que faz luzir aos nossos olhos, pois cada vez que os conheço, mais magoada fico. Não é amor que sinto por ti, mas sim uma amizade muito forte que podia ter resultado, quiseste escolher o caminho mais fácil e falso que alguma vez pude pensar que o retomarias, acreditei que tudo o que me dizias seria verdade, mas enganei-me mais uma vez.
Percebi que deixei a minha inocência fluir, deixando me iludir e por fim acabando por sofrer nos braços de ninguém sem ser os meus, cansados e desgastados de tanto tombo, de tanta luta sem vitória.
Quis deixar para trás a dor, mas ela é mais forte que eu e tende em ficar bem perto de mim, obriga-me a observar coisas que jamais deveria ver, pois se quero esquecer, assim a dor não me permite o fazer.
Sinto-me triste e exausta, pela dor que atormenta os meus dias, que fere e deixa uma marca negra em mim que só eu vou conseguir sará-la e chegar ao dia que tudo não passou de um pesadelo.
Às vezes apetece-me fugir, deixar tudo para trás e partir, mas a vida não é feita de fugitivos, mas sim de lutadores que encaram de frente os problemas. Todos somos obrigados a acarretar com eles, podendo ser os mais duros de suportar. Já levei tanta bofetada, esta foi mais uma que me abalou, mas que vai passar, pois não há quem mereça as minhas lágrimas quando ainda por cima estão se borrifando para mim. Chorar por quem nos magoa, por quem tenta nos manipular ao seu jeito, enganando, dizendo coisas que as evidencias denunciam, não.. não posso perder tempo com isto, com algo que já não faz sentido nenhum, que partiu o que eu tinha descoberto e arranjado com carinho, está agora em pedaços e sem volta a dar.

Eu deixo assim o suspiro de uma noite fria, em que eu sofro e ele convive alegremente como se nada tivesse passado. É assim que aprendemos a não darmos tanto de nós, quando na verdade do outro lado nunca foi verdadeiro o suficiente para merecer a nossa atenção e carinho. É assim mais uma vez que eu perco uma batalha, porque na verdade deixo-me enganar, iludir em palavras vãs que hoje sinto que não tiveram qualquer significado, era tudo uma maneira de conquista por carência de sentimentos.

Na lágrima cai a dor, mas no amanhecer fica o amor (próprio).

(Imaginação com pedaços reais)

Comentários

  1. acabei de escrever um post sobre a amizade.

    ResponderEliminar
  2. Oh minha linda, que posso eu dizer para te confortar? Nada, acho eu.
    Podes sempre contar comigo para o que precisares ok? Se precisares de falar, já sabes o que tens de fazer?
    Tu és forte sim, e vais ver que com o tempo essa ferida vai passar. Não te preocupes, que ele mais tarde ou mais cedo vai abrir os olhos.
    Infelizmente hoje em dia os homens (se é que podemos chamar homens) são infantis, e não sabem o que querem da vida.

    Um beijinho grande, e se precisares estou aqui**

    ResponderEliminar
  3. Melhores dias virão! Deixo um beijinho!

    ResponderEliminar
  4. Às vezes são estas desilusões que nos fazem crescer e nos tornam mais fortes!

    ResponderEliminar
  5. Que posso eu dizer? É das piores sensações que podemos ter, também já passei por isso (infelizmente) e, claro, depois de nos apercebermos, só pensamos como é que nos deixamos enganar! Enfim… tens toda a razão quando dizes que chorar por quem não merece não faz sentido nenhum :) Se quiseres de falar, já sabes *
    Beijinho

    ResponderEliminar
  6. Por vezes amiga deixamo-nos hipnotizar por o charme e encanto, seja ele em termos físicos ou palavras, e quando damos por isso estamos no mínimo com palpitações de falar e ver essa pessoa e quando "acordamos" estamos apaixonados (mesmo quando por vezes negamos a nós próprios esse estado), e quando o mesmo acontece com alguém que é flertadora por natureza, já estamos completamente dominados pela teia da mesma e por mais que a cabeça nos diga para sairmos (antes que nos magoemos), o coração domina-nos e entramos em fase melancólica e afins, porque estamos completamente hipnotizados... O problema é que essas pessoas assim que nos conquistaram ou vêem que não consegue ter logo o que querem, perdem elas o interesse e abandonam-nos, deixando a nós um vazio enorme pois já nos encontramos apaixonados...
    Não estou a querer dizer pois não sei se a pessoa que te deixou nesse estado é flertadora mas na volta é, para muita gente (mais do que normalmente se imagina), tudo não passa dum jogo (é verdade que o conquistar é um jogo de sedução), em parte somos um "objeto" para brincarem...

    http://youtu.be/4Eb651s_o1Q





    ResponderEliminar
  7. Também me aconteceu uma coisa semelhante... Não é nada agradável... :(

    ResponderEliminar

Enviar um comentário

Mensagens populares deste blogue

A Madrinha tem Saudades Tuas

Puffs Mágicos - Uma ideia criativa

Nicequest - Site de Questionários - Trocas Pontos por Produtos