A Revolta de Todos Nós

O que vou escrever não é novidade para ninguém, mas é tão triste termos chegado a este ponto em que Portugal se sente revoltado, descontente e cheio de dificuldades para viver com as exigencias deste Governo. Claro que teremos de fazer sacrificios para que isto volte pelo menos à normalidade e possamos viver um pouco mais soltos no que diz respeito a nivel financeiro. O aperto neste momento já é tão sufocante que se fazem mais cortes e exigem mais de nós cidadãos portugueses, vamos chegar ao limite como muitos já chegaram. Dando falência, acabando com o comércio, muitas depressões vão aparecer e muitos suicidios também, porque há pessoas/familias incapazes de viver com este sacrificio todo. É ainda mais revoltante quando na verdade os maiores continuam sempre no topo e neles a crise também passa, mas abala tanto como uma pessoa que recebe uma miséria de 200 ou 300 ou 400 euros por mês? Se eles passassem na pele o que muitos passam para pagar as suas contas, para dar de comer e vestir aos filhos, para não falar de outros bens essenciais. Hoje fui ao centro de saúde levantar umas receitas e deparo-me somente com uma pessoa na sala de espera, quando anteriormente via mais de 10 pessoas por lá. É assim, o Governo não olha as condições dos portgueses, é cortes e mais cortes e bora lá, não sentem que só aumentam o desemprego quando nem sequer empresas temos para trabalhar porque não há condições para suportar tanta despesa, a saúde essa é mesmo só quando tivermos a morrer, porque caso contrário não há dinheiro que aguente, os ordenados esses não aumentam e ainda baixam o subsidio de desemprego... E o revoltante nisto tudo é que só o pequeno que sofre, os grandes continuam com o sorriso que este anormal do Relvas tem.


Ainda goza com a situação, com os cidadãos que procuram ter direitos e que se assim continuar só nos estão a "assassinar". Querem que começamos a roubar para ter comida em casa? Para depois ser como aquela cidadã que roubou comida de gato no Lidl por apenas 0,80cent., mas que agora está em tribunal e vai pagar mais de 200€ pelo acto cometido, quando há malditos ladrões, principalmente na m*rda do Governo que nem sequer vão pagar por crimes cometidos bem mais graves que englobam mais pessoas.
Até um sem-abrigo já foi sujeito a isso e não é uma boa acção roubar, mas a verem a situação das pessoas, ainda os metem em situações que nem conseguem pagar? Se nem dinheiro têm para pagar o que roubaram como podem pagar despesas de tribunal, indeminizações, etc?

Na noticia acima do Relvas, gostei da postura dos portugueses a mostrarem a sua revolta, não me interessa se está bem ou mal, mas nós temos de nos manisfestar de alguma forma e não é com falinhas mansas. É triste e o Primeiro Ministro em vez de nos mandar embora do País, que vá ele que não faz cá falta, eles e a cambada dele que lhe passa a mão no pêlo. Onde é que já se viu alguém que governa um País, mandar os cidadãos embora? A mim parece-me que ele não sabe governar, mas sim desgovernar.

Comentários

  1. Enfim é uma tristeza...tudo.
    Beijinhos

    ResponderEliminar
  2. Eu vejo um Portugal sem futuro, obsoleto, cheio de criminosos.

    ResponderEliminar
  3. Este país está mesmo no fundo do poço e isso entristece-me de uma forma imensa... Enquanto os governantes só olharem para o próprio umbigo em vez de olharem para as pessoas, isto não há-de ir ao sítio nunca...

    ResponderEliminar
  4. Infelizmente esta é a realidade do nosso país!
    Eu que ando a estudar, a queimar neurónios, nem sei como será quando for a minha vez de procurar emprego! Isto está mesmo mau, e já não sei como daremos a volta!

    ResponderEliminar
  5. sinceramente não vejo como o pais vai conseguir dar a volta

    ResponderEliminar
  6. Que triste... :( Que realidade desprezível!

    ResponderEliminar

Enviar um comentário

Mensagens populares deste blogue

A Madrinha tem Saudades Tuas

Puffs Mágicos - Uma ideia criativa

Em modo de Desabafo...