As Mulheres e os Homens de Hoje

(clica na imagem para ler, caso precises)

Encontrei esta cronica no blogue da Margarida e gostei do que li. Acredito que existam homens assim, mas às vezes pergunto-me onde eles andarão. Se existem assim tantos, porque será que me passam ao lado e só lido com garotos? A verdade é que cada vez mais vejo raparigas bem piores que certos rapazes, mas neste mundo há de tudo um pouco, apesar que numa forma geral veja esta sociedade cada vez mais vulgar e sem valores. E, não me refiro só às relações amorosas, mas sim às amizades também. 
Eu sou daquelas raparigas que raramente sai à noite e quando sai nunca é para cafés, digam o que disser nunca gostei desses ambientes, prefiro mil vezes dar um passeio a pé, do que me meter dentro de quatro paredes onde o que vejo mais é álcool e tabaco à frente. Onde nem às vezes uma conversa se consegue ter porque a música está num som tão alto quase impossível para se falar, a não ser que se grite que nem tola para me ouvirem :p
Digamos que sou caseirinha, apesar de adorar viajar e sair com as minhas amizades, mas sempre que saio evito mesmo os cafés, bares ou discotecas e a meu ver não são nesses ambientes que se conhecem as verdadeiras pessoas, as pessoas decentes com maturidade para um compromisso sério. Hoje em dia o que vejo nesses locais são só garotos com a mania que já são homens e mulheres, que bebem até cair, que fumam para dizer que está na moda e pronto, uma risota ali e acolá, mais as bonitas figuras que fazem. Claro que posso estar a ser um pouco dramática e exagerada no meu pensamento, mas a verdade é que são raras as pessoas de agora que não fazem uma estupidez dessa, para mim conviver, não significa beber ou fumar, é apenas preciso falar e ter conversas construtivas e que se aproveitem. Concordo com a cronica nesse sentido, que podem até existir homens que ficam no sofá a ver um filme com a mulher amada, mas devem andar tão misturados com esta sociedade toda que nem damos conta que eles existem, ou então é porque não encaramos muitas vezes com eles ou nenhuma até. Falo por mim, que cada vez mais fico triste com certas historias, certas traições, enfim...o que me faz recear do que me possa aparecer à frente e se realmente posso confiar e até ter um compromisso sério. Porque para andar a brincar às casinhas e aos namorados não estou para isso, ou é namoro sério ou não é. 
Posso ser antiquada no meu pensamento, mas não sigo influencias e se nasci assim, assim serei, quem gostar gosta, quem não gostar "bota para o lado" sempre se disse. Posso até ter um feitio complicado e ser séria demais, mas a vida ensinou-me a ser assim e a brincar não se vai a lado nenhum. Quando é para divertir e estar na boa, também o faço, agora no que diz respeito a relacionamentos amorosos, comigo a coisa anda quase em sentido :p

Comentários

  1. Bela crónica. Não sou maxista, mas o que se refere lá muitas delas são a pura realidade! É o mundo atual, onde não se pode englobar toda a gente. Existe um pouco de tudo!

    ResponderEliminar
  2. Nós pensamos de forma muito semelhante e não acho que sejas antiquada, acho, sim, que tens maturidade e princípios muito definidos, o que mostra que tens uma personalidade forte. :)

    ResponderEliminar
  3. Não me incluo na topologia de mulher de que fala o texto. Eu sou mulher hoje e não sou assim por isso não se deve generalizar dessa maneira. Há sempre um bom e um mau :)

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Sim aninhas tens razão, eu também não me incluo, mas como tudo na vida há o bom e o mau, há de tudo como disse. Mas apenas quis referir mais o facto de haver homens assim e eu "não os encontrar" :p
      Como podes ver na minha descrição não me identifico com o texto em si, mas concordo em algumas coisas escritas pelo autor do mesmo.

      Eliminar
    2. Claro, Paula. Estou de acordo contigo. Normalmente os homens são tidos como aqueles que saem para engatar mulheres e que não querem mais do que uma boa noite. Se os "bons" existem, estão por aí escondidos ou mascarados :)

      Eliminar
  4. ...acho que já te disse antes, gosto de sair com os meus amigos e sim, vou a um bar, café ou discoteca ocasionalmente mas nem por isso me faço parte desse grupo de raparigas que o texto descreve...os locais que mais visito permitem-me por a conversa em dia e socializar...mas tal como tu tb prefiro programas mais caseiros e não sei por onde andam os rapazes decentes =P

    ResponderEliminar

Enviar um comentário

Mensagens populares deste blogue

A Madrinha tem Saudades Tuas

Tragédia que Nunca Esquecerei

Avó Ausente