Voltei a Sorrir, Mas Pouco

Ora ontem o meu dia não foi dos melhores, nem tão perto chegou a ser um dos melhores, mas isto já vocês sabem devido ao meu anterior post. De facto a vida não é um mar de rosas e todos nós temos os nossos problemas, sejam eles pequenos ou grandes, vai também do tamanho que lhes damos. Como disse passei por muito nos meus últimos dois anos para cá, tanto a nível de emprego, saude, e amores. Não é fácil lidar com estes três campos cobertos de mágoa e tristeza ao mesmo tempo. Claro que tive momentos muito bons que não desvalorizo nem por nada durante estes dois anos, mas não foram eles que me conseguiram arranjar soluções ou que fossem a solução para que os problemas desaparecessem, fizeram-me bem e fizeram-me ver que esses problemas fossem uns pequenos detalhes que tenho de contornar ou enfrentar e vencê-los. Mas não tem sido fácil, muitos deles trazem marcas tão profundas que estão de certo modo tão massacradas que a sua cicatrização está difícil de acontecer tão breve. Tento sempre enfrentar a cada dia que passa todos estes problemas, tenho tentado ser forte e sorrir mesmo que por dentro esteja um caos. Mas chego a limites como o de ontem, que não conseguia sequer impedir a mágoa e tão pouco conseguir afastá-la para longe, então acabei num estado lastimável que vocês sabem e no dia a seguir (hoje) continuei na mesma, deprimida, aborrecida, com um peso sobre mim que não imaginam. Pensei eu que também uma noite de sono fizesse o milagre de me colocar como nova e com toda a energia para enfrentar mais um dia nesta vida que é a minha, mas isso não aconteceu. Levantei-me como se me estivesse a deitar na noite passada, com os olhos pesados de chorar, cabeça pesada e cansada e a mágoa continuava a habitar o meu peito e a minha mente. Eu sei que todos temos dias menos bons e que são passageiros, mas estes são tão deprimentes que nos fazem paralisar e apenas acabar "mortas" de tédio. Já algum tempo que não tinha estas crises e noto sobretudo que isto acontece mais nas mudanças de estação (por acaso não mudou a estação, mas é como se tivesse mudado nestes últimos dias). É um estado tão depressivo, tão triste, que se me vissem talvez uma ou duas lágrimas vos caíssem sobre rosto. Mas posso agradecer sobretudo a uma pessoa que hoje esteve quase sempre perto de mim, mesmo que virtualmente, e falámos ... falámos, até que comecei a sentir-me melhor, nada de significativo, mas aquela conversa estava sem duvida a fazer-me bem. Ele deu-me a sua mão e mal nos conhecemos, eu agradeci e estiquei a minha e confesso que adorei a boa conversa amigável que tivemos, talvez uma conversa que poderia ter tido com alguém que em tempos pensei ser especial, mas afinal enganei-me, ou deixei-me iludir nisso. Andava tão entusiasmada com as saídas, com toda aquela amizade, que acho (acho não, tenho certeza) que tomei expectativas muito altas em relação a ela, hoje pensei que essa amizade me acompanhasse, mas não aconteceu e nem sequer uma preocupação surgiu. Sinto-me magoada é óbvio que sim, mas desta vez vou ser egoísta e pensar mais em mim do que nos outros. Elogio tanto os outros (sempre o mais sincera possível), preocupo-me e gosto sempre de demonstrar o quanto são importantes na minha vida, e depois o que me retribuem? Mágoa? (eu sei que a culpa é minha, por pensar que as pessoas lidam e pensam da mesma forma que eu). Ele até pode ter a sua razão, não o condeno, mas amizade 5*, essa afinal fui eu que a idealizei apenas, porque quando mais precisei dela, ela não esteve presente, por isso não vale mais a pena continuar a iludir-me e a magoar-me, porque se era apenas para sair e divertir, já devia ter percebido isso antes, mas pensei eu que uma amizade verdadeira seria mais que isso, muito mais.
Bem, o dia começou mal, mas com o seu decorrer e com a conversa com o P. as coisas começaram a sossegar na minha mente, tentei dormir para afastar o cansaço, mas não consegui. Lanchei e sugeri ir dar uma caminhada e foi isso que acabei por fazer. Eu, a minha mãe e os cães fomos dar uma caminhada bem longa, tão longa que não sei quantos quilómetros fizemos, mas que me fez um bem precioso e que cheguei com dores nas pernas lá isso cheguei :)
Ainda bem que resolvi mesmo fazer a caminhada, agora sim posso dizer que voltei ao meu estado "normal" :) Não tão relaxada, mas ao menos parece que aquele peso tempestivo saiu das minhas costas e desde já agradeço também a vocês seguidoras assíduas do meu blogue, as boas palavras que me deixaram, de certo modo confortaram-me só pela atenção que dispensam em vir "falar" comigo :)
E pronto, passou-se assim mais um dia... Espero que mesmo assim o vosso tenha sido melhor que o meu.

A vida às vezes é tão ingrata e injusta connosco.

Beijinhos meus amores*

Comentários

  1. Acredita que me identifico muito naquilo que neste post dizes (tanto que é melhor nem começar a inumerar =P) não sei bem o que mais dizer....por isso deixo-te apenas um beijinho de muita força sim? Melhores dias virão! =)

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Obrigada pelo beijinho e pela força Ana :) Isso (mesmo que virtual) já é bom.

      Beijinho*

      Eliminar
  2. Amanhã tudo estará um pouquinho melhor...e cada vez mais, todos os dias, até que você volte a sorrir plenamente e com alegria :)
    Beijinho!

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Isa, mas os problemas ainda continuam cá, apesar de hoje estar bem melhor, já não aguentava estar deprimida, é horrível nos sentirmos assim e perder a vontade seja do que for. É como se mudássemos de pele e a Paula forte e alegre tivesse desaparecido. Enfim, todos os dias são uma batalha sem fim.

      Eliminar
  3. Ainda bem que estás melhor Paulinha :)
    É verdade, às vezes criamos coisas na nossa cabeça que não existem e depois ficamos muito magoadas...porque queríamos muito que elas fossem verdade :) O que importa é que te sintas bem e saibas o que te faz triste para puderes avançar. Eu aqui, no meu canto cinzento, tenho sempre as portas abertas para ti :)

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Lostzinha todos nós sabemos o que nos faz ficar tristes e amargurados com a vida, às vezes ou quase sempre é um acumular de coisas que dão cabe de nós. Há tantos dias que enfrentamos esses males que um dia existem recaídas e uma vontade enorme de desaparecer deste Mundo. Um estado de espírito mesmo deprimente e que nos absorve todas as forças. Os problemas vão sempre continuar e eles ainda cá estão comigo, mas pelo menos esse estado miserável já foi povoar outra rua :)
      Sabes os amigos também fazem muita falta, nem que seja para conversar e sair um pouco, e nos meus últimos anos isso tem sido escasso, talvez por minha culpa, pela minha maneira de ser e não me rever nesta juventude de agora.

      E obrigada acima de tudo por teres as tuas portas abertas para mim, sei que em parte posso contar ctg e com mais 3 ou 4 pessoas da blogosfera, mas nada como ter amigos pessoalmente. O virtual ajuda, mas não chega a metade se fosse pessoalmente. Obrigada :) Beijinho

      Eliminar
  4. :(
    Continua com as caminhadas. Parecem fazer-te mesmo bem. Até eu fiquei cheia de vontade de me misturar com a Natureza para relaxar. Tens sorte em ter isso à porta de casa... às vezes também penso que adorava morar num sítio sossegado, rodeado pela natureza, deve ser fantástico!

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Ups Olá :)

      Sim, as caminhadas sem dúvida que são as minhas aliadas e ainda bem que tenho caminhos serenos e tranquilizantes para o fazer.
      Mas se vivesse ao pé da praia e do mar, adoraria também, apreciar toda aquela imensidão e passear na praia, isso tb faz muito bem, se tiveres possibilidade faz-o :)

      Beijinho*

      Eliminar
  5. seja qual for o seu sonho comece, ousadia tem genialidade, poder e magia ( (Goethe)

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Obrigada pela suas palavras Fernando :)

      Volte sempre*

      Eliminar
  6. Esses momentos são realmente muito ruins, pois parece que tudo perde a graça. Amiga Paula, junte os cacos, reorganize-se, e usando uma expressão bem popular aqui no Brasil, "bola pra frente". Por mais paradoxal que possa parecer, são nesses momentos que mostramos toda a nossa força, pois apesar de literalmente o mundo cair sobre nossa cabeça, e de jeito ou de outro, sempre conseguimos superar nossas fraquezas.
    Um bjo no coração.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Fabricio é verdade parece que a vida desmoronou-se na nossa cabeça e o peso é tal que custa levantar e erguer a cabeça.
      Há aqueles momentos que todos temos, de infelicidade, mas existem estes bem diferentes que nos ferem mesmo fundo e que o estado de deprimência é tanto que nada nem ninguém nos consegue consolar. Mas já passou, pelo menos aquele grande peso que estava a sentir. Acontece raramente, mas quando vêm, vêm mesmo a valer.

      Obrigada pela força :) Um beijinho*

      Eliminar
  7. Parecendo que não as caminhadas têm a capacidade de nos por mais leves, desde que comecei nas minhas caminhadas senti-me inevitávelmente melhor...Espero que contigo, continuem a ajudar ;)


    Beijinho*

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Sim, ajudam imenso Pretty :) São um óptimo anti-depressivo :p

      Beijinho*

      Eliminar
  8. Uma pessoa fica dois dias sem vir a net e quando vem é logo a ver posts assim,não pode ser.
    Não posso dizer-te nada de novo e que já não te tenham dito,nestas alturas tudo o que se possa dizer pode parecer pouco mas espero que tenham um grande efeito em ti.As vezes por muito que queiramos ficar bem não conseguimos mas espero que com o tempo consigas encontrar o equilíbrio que precisas e se até lá precisares de chorar não o deixes de fazer,as vezes chorar é o melhor que temos a fazer para ficarmos mais fortes.
    Beijos

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Já estou bem melhor Marcia, mas aqueles dois dias foram péssimos e tenho ainda mais pena de ter ficado deprimida logo nos anos do meu pai, mas pronto. Obrigada por sempre cá dares um salto mesmo que folgues um ou dois dias :p

      Beijinhoo

      Eliminar
    2. E não podia passar por cá sem deixar umas palavras por muito pequenas que sejam.Esta folga até não foi má e estava a precisar de um fim de semana no mundo real.
      Pois calhou num mau dia mesmo mas a tristeza não tem dia para vir,não podemos escolher essas coisas.

      Eliminar
    3. Fizeste muito bem em folgar, o mundo real está primeiro. :)
      Com este tempo até apetece estar fora de casa e sair de frente do pc :)

      Bjinho*

      Eliminar
    4. Por acaso nem aproveitei muito o tempo que estava,até passei muito tempo em casa,e uma tarde toda no centro comercial que me deixou de rastos,mas o que conta mesmo foi a companhia,as vezes é bom lembrar que o mundo real existe ;)

      Eliminar
    5. É verdade Marcia. Existe e é bem mais importante lhe darmos mais tempo a ele que ao virtual que por vezes é uma pura ilusão. Realmente não passeaste muito lol mas ainda bem que a companhia foi boa e deu para passares um bom bocado, isso conta muito mesmo que achemos que o passeio não tenha sido nada demais :)

      Eliminar
  9. Um dia de cada vez e vais ver que mais cedo ou mais tarde vais voltar sorrir :)

    Nem sempre é fácil, mas tu és forte :)

    Não permitas que ninguém te roube o sorriso, tens um sorriso lindo e não deves perdê-lo por ninguém :)

    Beijito* amora :)

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. És uma querida Leticia :)

      Todos nós temos uma força interior grande, basta saber a usar. Mas acontece é que essa força às vezes começa a ficar sem energia suficiente para lidar com mais uns dias pela frente. E foi o que me aconteceu, comecei a deprimir de tal maneira que nem tenho explicação para tal, foi de repente e mesmo que me dissessem é apenas uma fase, um dia menos bom, isso vai passar, nada me animava e isto não é apenas uma infelicidade a apoderar-se, é sim um acumular de problemas e de stress na minha cabeça. Como se estive num estado depressivo, é raro acontecer, aliás em tempos já tive várias crises dessas com mais frequência, mas foram passando. E quando vêm não são fáceis de lidar, mas tive e tenho a sorte de ter uma mãe impecável e no dia a seguir uma mão amiga e uma caminhada que fizeram toda a diferença. E agora estou quase como nova :p Mas os problemas continuam, a minha postura é que mudou novamente.

      Beijinhooo

      Eliminar
  10. Todos nós temos dias maus, dias em que parece que nada nos alegra. Mas faz parte da vida, aprendemos com esses dias.
    Muita força para ti*

    ResponderEliminar

Enviar um comentário

Mensagens populares deste blogue

A Madrinha tem Saudades Tuas

Tragédia que Nunca Esquecerei

Avó Ausente