Em Relação À Fobia

Em relação ao post anterior eu resolvi dar a conhecer esta fobia, também um pouco para desabafar, mas fundamentalmente para dar a conhecer às pessoas o que é fobia social generalizada, porque há varias fobias, mais do que imaginamos. Mas esta como a estou a vivenciar e com progressos graças essencialmente a mim, decidi falar-vos sobre ela e aconselhar quem tem ou possa vir a ter, o que poderá fazer para melhorar. 
Ao inicio a minha mãe não entendia os meus ataques de pânico e isso é o que costuma originar, a família ao redor não compreender a fobia, não saber os sintomas e que em vez de banalizar, deverá procurar saber o que se passa. Eu tive mesmo de fazer pesquisas para que a minha mãe percebesse o que tinha e foi aí que ela entendeu de facto que a situação não era banal e tinha de ser levada a sério.
Sei que existem muitos casos como o meu, li noticiários, li tanta coisa sobre a fobia que fiquei chocada com tanto caso que há por aí espalhado. E vão aparecendo mais e mais, porque a vida é um constante stress e correria, que nos obriga a ter uma ansiedade sempre no topo e como vos digo, a mim apareceu repentinamente este caso, como pode aparecer a qualquer um.
E como sei que é um assunto delicado e como passados meses eu nem no meu blogue consegui desabafar, se alguém que me segue ou lê o blogue quiser falar sobre o assunto, estou aberta a essas conversas. Têm o meu contacto no canto superior direito ao pé do titulo do blogue.

Lembro-me que uma das noticias que li e guardei no meu pc foi esta...
Em que refere um caso de uma jovem.

Mensagens populares deste blogue

A Madrinha tem Saudades Tuas

Tragédia que Nunca Esquecerei

Avó Ausente